Navegação de Posts

Xingar não é crime de racismo

Foto Rubens Cavallari / FI

manoel-x-daniloEm 2005, na partida São Paulo x Quilmes, o zagueiro Desabato teria xingado o atacante Grafite de “Macaco”. Os veículos de comunicação criaram um clima de vingança tão grande, que o secretário da segurança pública mandou prender o argentino, dentro de campo, mesmo aconselhado a não fazê-lo pelos advogados. Foi total abuso de poder.

Desabato teria no máximo cometido injúria ou ofensa, com agravante racista.

Para minimizar o abuso, precisaram convencer o Grafite a dar queixa, pois tratava-se de uma ação penal privada que só poderia ser aberta pelo Grafite. Se uma pessoa xingar a outra, o policial não pode fazer nada. Ele só poderá atuar se a pessoa que sentiu-se ofendida pedir para abrir uma ocorrência.

O Grafite já estava tomando banho, esfriando a cabeça.

Desabato poderia ter processado o Estado. O gringo passou a noite na cadeia. Ganharia fácil. Não aprovo ofender outra pessoa, ainda mais com termos racistas. Mas, é preciso entender que xingar numa partida de futebol, não é crime de racismo.

Crime de racismo é praticar, induzir ou incitar, pelos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza, a discriminação ou preconceito de raça, cor, religião, etnia ou procedência nacional. Isso é muito mais sério.

Ontem, o zagueiro Danilo pisou na bola. A cusparada foi horrível. Manoel tem todo o direito de abrir uma ação. O jogador do Atlético PR tem o direito de processá-lo. Foi lamentável, mas dentro de campo nem tudo o que é falado pode ser levado tão a sério.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

98 ideias sobre “Xingar não é crime de racismo

  1. Boa noite,

    gostaria de tirar uma dúvida, xingar alguem de negro grosso é crime, e xingar alguem de ”’ alemaão grosso ” é considerado Crime tambem, ??????


    Catia,

    Este não é um Blog sobre Direito Penal.

    Vamos ver se posso ajudá-la.

    Se você falar para uma pessoa “negro grosso” ou “alemão grosso” na frente de um policial nada poderá ser feito, exceto se a pessoa sentir-se ofendida. O Estado só poderá agir caso a pessoa sinta-se ofendida e faça a queixa.

    Aí, haverá um processo e o Juiz decidirá se houve crime ou não de ofensa com agravante racial.

    abs,
    FS

  2. essa justiça brasileira é porcaria. esses negros tão cheios de mordomias,daqui a pouco vão inventar uma lei para os negros baterem nos brancos.é brincadeira!!!

  3. Fernando, são em momentos de raiva que, muitas vezes, o ser humano externa todo o seu preconceito embutido em uma carapaça que a sociedade o condiciona a usar. Por tanto, é racismo sim, apesar de não ser considerado racismo pela lei brasileira.
    Não é possível que um jogador como este não saiba que está sendo visto por milhões de pessoas no Brasil e no mundo e, por esse mesmo fato, assume um papel de extrema importância como um formador de opinião.
    Me pergunto quantas pessoas endossam ou concordam com o ato deste jogador. Fico feliz de você não concordar com a atitude do Danilo, mas discordo em relação o fato de vc mão considerar o ato como racismo.

  4. É normal mesmo.. chamar outro jogador de MACACO DO C**********… coisa de jogo.. normal.. Infelizmente não foi acatado como crime.. mais mostra o quanto MESQUINHO é esse jogador.

    Abs.

  5. Sampaio!!! Com todo o respeito, mas acho que vc, respondeu em lugar errado(pessoa errada), comentario que escrevi é totalmente diferente do que vc respondeu. Mesmo assim, grato. Rsrsrs

  6. Olá Fernando,

    É muito triste ler vários posts de internautas achando “normal” este tipo de xingamento em partidas de futebol. O fato de ser comum não significa que seja normal. De fato esse tipo de ato é muito comum não só no futebol profissional mas também na várzea. Infelizmente o racismo no Brasil ocorre de forma camuflada e inviezada. Diferentemente da sociedade norteamericana, onde o racismo é mais explicíto, no Brasil as pessoas cometem atos racistas e tentam minimizar classificando estes mesmos atos como não-racistas. Nos EUA é comum as pessoas assumirem uma postura racista e no Brasil é comum as pessoas dizerem, após cometerem um ato racista, que não foi racismo.
    O futebol não está acima da lei, muito menos as pessoas que o praticam ou assistem, possuem algum tipo de salva guarda para cometer atos condenáveis. É preciso punir todos os atos racistas que sejam confirmados no futebol, respeitando sempre o direito a defesa do acusado. Não podemos achar normais os xingamentos de torcedores de clubes europeus (Lazio, Borussia Dortmund, Rapid Viena e outros) contra atletas africanos e sulamericanos! Não podemos achar normal jogadores portenhos (da grande Buenos Aires) discriminando jogadores da região do chaco argentino, da Bolivia, do Paraguai, da Colombia e do Brasil! Não podemos achar normal esses mesmos argentinos chamarem os brasileiros de macaquitos! E também não podemos achar normal qualquer tipo de injúria racista praticada em nosso futebol! Repito, o fato de ser comum não faz qualquer uma destas situações serem normais!

  7. Eu acho que o que acontece no campo em termos de xingamento deveria ficar lá dentro.Como você bem disse,o Danilo não cometeu crime de racismo mas sim de injúria.Tudo bem que ele foi grosseiro,desrespeitoso mas ele também teria sido se tivesse ofendido o Manoel do Atlético sem se referir à cor da sua pele.Eu vejo alguns politicamente corretos na imprensa defender o ato do jogador que prestou queixa na polícia,e eu fico pensando:já pensou se todos os jogadores ofendidos dentro de campo forem prestar queixa por injúria,ou até mesmo por calúnia que suas mães,esposas,irmãs sofrem?Concerteza vamos ter de quarenta à cinquenta casos por jogo.Essa situação é ridícula!Se o sujeito o xingou,xingue a mãe dele também.Vamos deixar de frescura!E parabéns por você fazer esta diferença entre o crime de injúria que o Danilo cometeu e o de racismo.Infelizmente parte da imprensa tem feito confusão e por isso tem tratado o Danilo como se fosse a reencarnação do Hitler.Tem jornalista que na ânsia de parecer bonzinho,acaba fazendo papel ridículo.

  8. Para Daniel:
    Voce escreveu: “Esse episódio tem dois nomes.. Burrice e FRESCURA.. Aliás, três, se levarmos em consideração que o verdadeiro racismo está na atitude e no dia-a-dia, qdo vemos pessoas competentíssimas ganhando menos que outras que exercem a mesma profissão, ou por ser negro, ou por ser mulher, ou por isso, ou por aquilo, que se chama HIPOCRISIA…”

    Na boa, eu respeito o que voce escreveu mas até hoje eu não vi alguém me mostrar que em um empresa um engenheiro branco ganha mais que um engenheiro negro, que um advagado branco ganha mais que um advogado negro, que um administrador branco ganha mais do que um administrador negro e assim por diante. Mesmo o varredor de rua branco, o servente de pedreiro branco e o balconista de padaria branco ganham o mesmo tanto que seus colegas negros. Vejo isso sendo repetido o tempo todo mas nao vejo ninguém mostrar isso de forma prática. Se tiver algum exemplo, coloque aqui para nós. Estou falando isso na moral. Um abraço.

  9. Só tenho a te dizer: parabéns!
    Existe uma quase unanimidade burra entre os jornalistas, principalmente os mais jovens e mal formados, sobre essa balela de injúrias raciais.
    Até agora, você é a única voz que se elevou contra essa farsa coletiva!
    Chega da escravidão da desinformação!

  10. Sampaio! Vi alguns comentarios teus em alguns cometarios aqui, em que vc confunde, racismo com preconceito social.
    Racismo é preconceito racial. Hostilizar gays, judeus,macumbeiro,evangelicos, catolicos, mulher feia, magrelos, gordas, etc…
    São tipos diferentes de preconceito. Não tem nada a ver, preconceito racial, com outros tipos de preconceitos. Preconceito racial é de raça!!!


    Costa,

    Com todo respeito, fico com as informações dos advogados.

    Acho curioso, mas vocês imaginam que falamos de orelha….
    Não falo do caso do Grafite por acaso, sei como foi tomada a decisão.

    Gostaria de ouvir mais opiniões sobre o tema e menos cornetagem. rsrsrs

    abs,
    FS

  11. Ei perai, vc deletou um pedaco do meu post mesmo que feio isso heim… SO deixou ate o pedaco do argentino, quando dizia ainda, primeiro pq nao eh argentino, segundo pq a imprensa como vc, nao vai deixar….
    Blz que e jornalista, mas editar comentarios e uma coisa bem ridicula mesmo para vc…
    Abs


    Anderson,

    É claro, você acha que vamos perder tempo processando calúnias, ofensas, injúrias e mentiras? Nem publicamos. Ou seja, nem precisamos esperar a Justiça. Ridículo é escrever mentira e achar que será publicado.

    Maldita inclusão digital.

    Duvido que você consiguiria publicar 1 comentário num jornal.

    Moderação

  12. Prezado Fernando,
    Não há necessidade de consultar um Advogado,pois confio na sua informação e o seu Blog é um dos poucos que se fundamenta
    na seriedade,que prima pela informação ao torcedor e refuta as polêmicas vazias,inócuas,infrutíferas,as quais estão presentes em
    programas esportivos e em muitos Blogs.A discussão do racismo é delicada,pois é algo que está entranhado ,uma herança cultural de muita gente e em algum momento se manifestará e são poucos os que tem coragem para abrir espaço para uma discussão pautada na sensatez,um gesto pequeno,mas muito importante,na luta contra essa barreira que a humanidade ainda tem que superar.Não queremos de forma alguma a crucificação do Danilo,mas se não for combatido esse tipo de injúria vai se tornar algo banal,comum,corriqueiro e uma punição,por mais simples que ela seja,seria bom para o Próprio Jogador e para o futebol,apesar de todas as justificativas expostas por outros participantes.É uma pena que não temos na televisão aberta um comentarista do seu nível,pois é muito triste assistir aos programas esportivos e ouvir tantas besteiras,entrevistas que beiram a bajulação,a informação sempre em segundo plano,tudo se transforma em polêmica e não há preocupação com o ouvinte ou telespectador.Parabéns pela coragem de discutir um tema tão espinhoso,pela paciência em responder os comentários mais exacerbados,cortando os tentáculos do extremismo e mais que Negros ou Brancos,somos integrantes da Humanidade,somos algo maior ,somos Humanos.

  13. Fernando, o título me chamou a atenção, pois confesso que nunca havia entrado no seu blog antes. E porque me chamou a atenção? Porque a imprensa TODA está dando atenção ao xingamento do Danilo, mas esquecem que o Manoel agrediu ( sim, cabeçada é uma agressão ) o Danilo antes. Não que isto justifique o xingamento racista ( que não tem justificativa, sem dúvida ), apenas pelo fato que agredir pode, xingar não pode, dá até processo. É a mais completa troca de valores, como sempre acontece no nosso Brasil. Além disso, o Danilo cuspiu na cara do Manoel ( outra agressão ) que também não relevada por todos. Isto é acéfalo! Como podemos ter tolerâncias com agressões e não com xingamentos?

    João,
    É, neste caso o Danilo poderia entrar com queixa de crime de agressão física.
    Já imaginou como ficaria o futebol?
    abs,
    FS

  14. Condordo Fernando! Em fim uma opinião lúcida!

    Na minha opinião, as pessoas que acham que um xingamento dentro de campo é racismo nunca disputaram uma partida de futebol na vida!!!

    ATENÇÃO: Não estou dizendo que é correto e nem que não deve ser punido, apenas afirmo que é comum no futebol. Xingamentos, intimidações, ameaças…. são armas utilizadas para desestabilizar o adversário para que ele seja expulso da partida. Vide Batista x Maradona e Materazzi x Zidane em copas do mundo.

    Outra coisa: Já vi um monte jogadores (negros inclusive) xingando o Richarlysson de “viado” e nunca vi nenhum jornalista ou internauta defendendo esse jogador, mesmo porque ele tem se mostrado muito mais homem do que os que o ofendem e nunca o vi reclamando dessa babaquice. Não posso acreditar que xingar um negro de “macaco” seja mais grave do xingar o Richarlyson (ou qualquer outro jogador) de “viado”. P´ra mim, ambos têm a mesma gravidade e são só xingamentos. Não passam disso! Agora, acho que no calor de uma partida de futebol isso não pode (pelo menos não deve) ser considerado crime de racismo ou de discriminação sexual.

    Penso que ambos os jogadores Danilo e Manoel têm que ser severamente punidos! Afinal, cabeçada e cusparada são ofensas muito mais graves do que um xingamento. Ou seja, estão todos (imprensa e leitores) dando muito mais importância ao fato menos grave do entreveiro.

    EM TEMPO: Não sou racista e nem tenho preconceito contra raça, cor, credo ou opção sexual e abomino quem age dessa forma. Também não torço para Palmeiras ou Atlético Paranaense, embora NÃO abomine os torcedores dessas duas agremiações.

  15. Esse episódio tem dois nomes.. Burrice e FRESCURA.. Aliás, três, se levarmos em consideração que o verdadeiro racismo está na atitude e no dia-a-dia, qdo vemos pessoas competentíssimas ganhando menos que outras que exercem a mesma profissão, ou por ser negro, ou por ser mulher, ou por isso, ou por aquilo, que se chama HIPOCRISIA…

    Burrice pq o tonto do Danilo deu ao Atlético aquilo que queria, e mais uma vez, fica evidente o qto esses idiotas do Palmeiras adoram bancar os “valentes” em casa… É a escola Diego Souza de ser…

    Frescura pq o que é do campo, morre no campo, não se leva pra fora dele, se resolve lá, e acabou, quem joga ou já jogou numa liga, numa várzea, num campeonato qquer sabe que é daí pra pior…

    Agora, aqui no Brasil, duas coisas incomodam bastante.. Comparações com a Europa, como que se lá não houvesse qquer tipo de racismo e todos eles fossem de fato punidos severamente, e a mania da hipocrisia em vermos situações absurdas de racismo “oculto” serem coisas normais, afinal, são tão cotidianas que já fazem parte da nossa cultura, e olha só que bacana, não dá polícia pq não tem mídia nesses casos…

    Aliás, raça por raça, somos todos pertencentes a RAÇA HUMANA, descriminar por raça negra, branca, parda, amarela e etc, isso sim ao meu ver que é o mais puro exemplo de racismo.

    Só tolo não enxerga isso.

  16. Só para saber… Se fosse o inverso… Um negro chamasse um Branco de “Branquelo do C…” seria racismo ???

    Porque vejo tantas pessoas fazendo uma guerra com esse assunto, mas, não veem todos os lados…

    Odeio Racismo e apoio qualquer lei que seja contra. Só acho que muitas vezes só veem um lado da história.
    Não acho que a discussão de dentro do campo, deveria ser levada aos tribunais, pois, lá dentro, muitas coisas são ditas no Calor da emoção.

    Eu acho que a maioria dos negros, como, outras “parcelas” ditas menos favorecidas da sociedade, se apoiam disso, para tirarem vantagem.

    Volto a Dizer… será que se o Sr. Manoel tivesse se dirigido a um Jogador Branco, e dito “Polaco do C…” a imprensa daria essa cobertura, e alguém iria fazer boletim de ocorrencia ???

    Abraço

  17. Eu acho engraçado que isso seja tão falado, quantas vezes isso ocorre por dia? Pessoas com preconceito com religião, com raça, com opção sexual e sei la o que. A verdade é que as pessoas adoram polêmica, já fui chamado de branco azedo, e isso num me ofendeu, agora se for dito no caso para um negro algo parecido é ofensa e já vai tomar processo, em conversas de amigo sempre sai uma brincadeira, seu bicha, gay ou coisa parecida, se um homossexual me chamar de hetero, machinho, num vou dar queixa, agora se eu retruco é descriminação. Eu acho que tem muita lei, cada um que se defenda de que foi ofendido. Não concordo com o racismo, mas como o FS disse existem diferenças entre ofender e ” praticar, induzir ou incitar, pelos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza, a discriminação ou preconceito de raça, cor, religião, etnia ou procedência nacional. Isso é muito mais sério”. Esse assunto pode levar meses sendo discutido, mas paro por aqui e dou meus parabéns ao Fernando por descrever da forma correta o ato. Foi a primeira vez que entrei no site e agora passo a visitar sempre.

  18. As vezes é complicado esse negócio de racismo, se vc falar pra uma pessoa da cor negra um exemplo assim: “e ae negão, vamo jogar bola” (um exemplo só), se a pessoa tiver bom senso sabe que foi uma forma divertida e brincalhona de chamar, mas as vezes…. NÃO e parte pra ignorancia sendo que foi apenas uma maneira divertida e brincalhona (como tem varios negão, neguinho, etc, de apelido por ai), então vamos ao “crime racista” contra os branco: “Levanta seu branquelo!” , ele iria se ofender e prestar queixa??? claro que não, pra ele ta tudo em paz, acha a cor bunita, e ainda coloca na cabeça : “sou branquelo sim, muito linda essa cor clara!” mas pq os negros não pensam igual?????? meu Deus, os racistas são os próprios negros que se sentem ofendidos as vezes quando nãoooooo tem ofensa!!! não estou dizendo que é o caso dos dois jogadores em questão, mas pode reparar que as vezes NÃO tem ofensa e os negros se ofendem por isso. Nesse caso pode ter tido, não sei de que forma que ele falou, não vi imagens, não escutei nada, mas ja vi muitas vezes não haver ofensas e acontecer da pessoa sentir-se ofendida, e quero deixar bem claro, não sou branco, e nem negro, sou moreno, mas teria orgulho de ser qualquer uma das outras duas cores, na realidade to pouco me importando que cor que eu seja ou que deixe de ser, qualquer coisa ta bom, eu quero ter saúde e ter uma vida abençoada, apenas isso. abraços!

  19. Pra quem não sabe a coisa começou assim, o Manuel deu uma trombada no Marcos antes da cobrança de escanteio ou seja aquele velho empurra e segura na área, com isso o Danilo não gostou e deu um chute em seguida no Manuel que devolveu com uma cabeçada, depois disso veio a gusparada e a ofensa da parte do Danilo e mais tarde o Manuel pisou nele e segundo o Manuel depois que levou a gusparada e caiu o Danilo foi lá e disse pra ele “levanta seu macaco”. O Danilo precisa ser homem pra admitir que fez besteira dupla, além de ofender ainda guspil no jogador e se alguém do Atlético toma as dores do amigo de clube a vai pra cima dele e o quebra teria começado uma confusão daquelas que só Deus sabe onde iria parar, o Manuel não tinha que devolver o chute que levou com uma cabeçada só que o Danilo realmente foi muito mais estupido e covarde nos seus atos. Esse papinho de pedir perdão é pra não ser punido como já escreveram anteriormente como será que os jogadores negros do Palmeiras acharam da atitude dele??? Que foi coisa de jogo??? Duvido muito, mas com em tudo nesse País irá acabar em pizza ou pagamento de meia dúzia de cestas básicas.

  20. Realmente, chamar de filho da p… vale…
    se vai processar cada xingamento…
    nesses casos, o juiz que tem que tomar as rédeas do jogo.

  21. É isso aí…Vai, fala o que quer, cospe na cara, e aí vem vocês brancos conservadores e dizem…Ah, estava de cabeça quente, isso não é nada, deixa dentro do campo, é coisa do jogo, ele nem deveria se ofender com isso, isso é injúria ,não é racismo, o pobre Danilo está servindo de bode expiatório, tadinho, foi uma palavrinha infeliz que ele falou, e teve até um aí que falou que o humilhado foi o animal “macaco”, vejam só…Vocês não têm idéia do que é isso para nós negros quando ouvimos uma coisa dessas, não sabem o que é isso para nossos filhos negros que assistem e adoram futebol e tÊm os jogadores como ídolos, eles podem levar coisas como esta para o resto da vida, isso acaba com a auto-estima de todo um povo… Vocês nunca respeitaram e nunca respeitarão o povo afro-brasileiro…Nossos ancestrais não pediram para vir para cá, foram forçados a isso….Então por favor… Racistas nos deixem em paz!!!!!! Vivam as suas vidas, que viveremos a nossa, a união nunca existirá, vocês nunca nos aceitarão como iguais…Desculpe, mas estou de saco cheio da conivência da lei e da opinião pública com essa patifaria, aí ficamos nós aqui disctindo o sexo dos anjos, sendo que isso nunca mudará.

    Caro Carlos,

    Seu texto é super racista.

    abs,

    FS

  22. Dentro de um campo de futebol, no calor de uma disputa, muitos e muitos chingamentos são feitos de parte a parte, portanto, classificar esta ou aquela colocação como “racista” é de uma idiotice cavalar…
    É lógico que o Danilo, teve uma atitude desagradável e condenável ao cuspir na face de seu colega de trabalho, no rosto de outro ser humano, lamento profundamente…
    Agora tentar fazer desta situação um crime de Racismo, é tentar penalizar um atleta que trocou de local de trabalho em razão de seus interesses, neste momento a Diretoria do Clube Atlético Paranaense tentar ir ao desrecalque contra o seu ex-atleta Danilo…
    No nosso dia a dia temos verdadeiras atitudes criminosas envolvendo o racismo quanto a cor da pele, quanto ao nível social, quanto ao nível cultural, e fica tudo no nosso dia a dia…
    Estão fazendo um “cavalo de batalha” em cima do atleta Danilo, o que é uma grande sacanagem…

  23. Discordo veementemente da afirmação de que ” dentro de campo nem tudo o que é falado pode ser levado tão a sério”. Posições como a sua têm servido historicamente para naturalizar o comportamento racista no cotidiano. A esfera esportiva não pode ser encarada como um universo isolado, exterior à sociedade e que não sofre rebatimentos da vida social. A discussão sobre o ocorrido deveria enfocar a lesão moral sofrida pelo jogador do Atlético Paranaense que foi ofendido na sua dignidade humana. A agressão sofrida pelo jogador palmeirense foi física ( se o Manoel ofendeu sua família antes não ficou evidente) e cicatriza mais rápido e a olhos vistos, mas a lesão moral sofrida por Manoel deixa marcas mais profundas que talvez nem o tempo pode apagar. Não penso que seria o caso de discutir se o ato se configura ou se enquadra como crime de racismo ou simplesmente injúria, nem tampouco de naturalizar tais comportamentos agressivos. Respeito sua posição bem como a de todos que a defendem, entretanto, não posso compactuar com esse argumento estreito, dissimulado e bestiológico. Se tinha intenção de polemizar creio que obteve êxito. Sem mais, gostaria de dizer que sempre leio seus posts e o admiro muito quando aborda o futebol, é um dos melhores para mim. Continue falando só do futebol, viu?
    Abraços;

    José Hélio – Sociólogo e Professor

    Professor,

    Pelo que entendi, ofender a família também seria crime no futebol?

    E quando chamar o árbitro de ladrão, é óbvio que também é ofensa, certo?

    Desta forma, que tal trocar os vestiários por cadeias?

    Já coloca todo mundo lá dentro.

    abs,

    FS

  24. Fernando!
    Eu acho que o negro, deveria é valorisar mais a sua cor, em vez de ficar aparecendo na midia com denúncias em delegacias, como foi neste caso e no caso Grafite, Pois, no caso Grafite eu achei um absurdo o que fizeram com o Argentino Desabato. O negro na realidade, ele própio se discrimina. Eu mesmo tive um amigo que tinha a maior revolta por ser negro. Sendo que eramos uma turma de seis jovens, trabalhando e estudando, e para a gente só ele via isto. Me lembro que foi nos anos 80 e a gente curtia na época, muito musica popular brasileira com o Dijavam, Beto Guedes, Flavio Venturine, Milton Nascimento e outros. Sendo a musica que mais a gente dizia um para o outro que ia ficar na lembrança para todos nós! Era aquela que tem em sua letra!”Amigos é coisa pra se guarda, do lado esquerdo do peito, Dentro do coração” Eu completo; independente de cor,raça, nacionalidade e tudo mais. A unica coisa que você não deve, é ter o desrespeito com o seu semelhante, seja onde for. Como por exemplo: Cuspir, chutar, dar cotovelada, cabeçada, humilhar. Seja ele companheiro ou adiversário. Tudo isto, eu considero covardia! vindo, de onde vier.

  25. acaso não está havendo aí uma conotação maldosa? Sou brasileiro, portanto devo ter um pouco de sangue negro nas veias. E me orgulho disso, e os brasileiros não são chamados de macaquitos pelo mundo afora? devemos nos sentir ofendidos?

  26. No futebol nos acostumamos com que tudo seja interpretativo.
    Bola na mão ou mão na bola? Participou ou não participou do lance? Interferiu ou não na jogada?
    Teve ou não teve a intenção de?
    Chamou alguém de macaco por racismo ou não?
    Alguns intenciometros mediram que não houve intenção racista, outros mediram que sim.
    Como se houvesse outra intenção ao chamar alguém de macaco.
    Já se viu alguém xingar outro de macaco branco?
    Alguém aí acima brincou se chamar um albino de rato branco é racismo. E é asim que tudo termina. Em tom de brincadeira.
    Uma grande troça eit ano calor da partida. O albino talvez não goste muito. Nem os negros. Mas isto é um detalhe.
    Outra bobagem dizer que no futebol vale tudo. Que tudo é aceitavel dentro das quatro linhas. Aí a torcida também se acha no direito de quebrar o pau e não há nada que que de fim à violência.
    Mas como eu não posso se os jogadores podem tudo?
    O que resta é fazer uma fézinha apostando alguns trocados para ver o que vai acontecer.
    Nada! Pagando uns 100 por 1.
    Por isto os negros ofendidos que se conformem em aceitar calados pois seus advogados já sabem de cor e salteado o resultado.

  27. Essa história de que atitudes dentro do campo devem ser elevadas é patética! Então ofensas racistas como acontecem na Europa (torcedores imitando macaco, descascando banana, coros racistas…) não devem ser levadas a sérios?! Cada uma! Esse imbecil tinha que ser preso, se ele está bravo com o Manuel que o xingasse, fizesse o diabo a quatro, agora ofensas racistas é falta de carater. E tem jornalista que insiste em dizer que aqui no Barsil impera a tal da democracia racial. Que todo branco tem amigo negro…Pois eu não tenho e não faço a minima questão de ter amigos desse tipo! Daqui a pouco vão matar uma pessoa e depois pedir desculpa e tá tudo certo…!

  28. Para ser injúria o cara tem que se sentir ofendido. Pois bem, ela dá cabeçada, xinga a mãe do outro, aí é chamado e “macaco”, sai de campo, vai na delegacia e diz que se sentiu ofendido. Peraí, né? Nessas oras me lebro do filme “Os imperdoáveis”. O dono do bar amarra o companheiro do Clint Estewood na varanda do saloon. Clint entra, aponta a arma pro dono do boteco e aí dizem: “você não atiraria em um homem desarmadado.” Clint responde: “deveria ter se armado quando amarrou meu amigo lá fora”. É a mesma situação, o jogador do Atlético não tem direito de se sentir ofendido, deveria prever uma reação, já que xingou e deu uma cabeçada no jogodar do Palmeiras. Se o crime fosse de iniciativa pública, aí sim, mas de iniciativa privada não pode prosperar. A questão não é ser ou não atitude injuriosa, mas não pode ser considerado ofendido aquele que provocou o ofensor.

  29. Então Fernando,
    Voce deve ter assistido Pelé Eterno. Voce se lembra da parte em que Pelé fala sobre a vitória do Santos sobre o Boca Junior em pleno La Bombonera em uma final da Libertadores no início da década de 60? Imagina o La Bombonera lotado e a torcida gritando Macaquito Hijo de la p… toda vez que o Pelé dominava a bola. Sem falar das coisas que o Pelé escutava dos jogadores do Boca. Pode ser que alguns jogadores do Boca fossem realmente racistas e uma parte da torcida do Boca também mas no fundo grande parte da torcida do Boca não era racista e a intenção era puramente desestabilizar o Pelé emocionalmente para ele não jogar bem pois todos sabiam que Pelé era o principal jogador do Santos. O Pelé ficou chorando dentro de campo? Resolveu partir para a briga? Não. Arrebentou com a partida e fez um monte de torcedores voltarem tristes para casa. Pelé pode até falar bobagem algumas vezes em entrevistas mas ele mostrou como ter maturidade para lidar com essas situações de racismo. Se alguém chamá-lo de macaco, com certeza ele vai ouvir e vai dormir sem se importar com isso pois ele sabe que está acima dessas bobagens. É absurdo alguém chamar um negro de macaco para humilhar mas é igualmetne absurdo um negro se sentir humilhado por causa disso. Uma vez conversando com uma negra que estava com aquela famosa camiseta escrita “100% negro”, eu perguntei para essa moça o que ela sentiria se visse um branco com uma camiseta escrita”100% branco”. Ela me falou que sentiria humilhada. Aì eu perguntei por que afinal o cara não está chamando nenhum negro de macaco etc e ela me disse que só negro poderia usar a camiseta “100 negro” pois representa o grito de orgulho do excluído, do perseguido enquanto que o branco com a camiseta “100% branco” tem a conotação do branco opressor querendo impor sua superioridade. Bom, se algum branco racista quer realmente humilhar um negro, ele tem vida fácil. É muito fácil ele conseguir o que quer. Não digo que não existe racismo. Existe sim e é triste mas é igualmetne triste quando a pessoa vê racismo em tudo. Voce pode xingar um branco de branquelo azedo etc o tanto que quiser que ele no máximo vai ficar com pena de quem xinga. Se um jovem branco que se formou em engenharia, em busca do primeiro emprego, bate na porta de umas 30 empresas e escuta um não, fica decepcionado mas continua sua busca. O jovem negro que se formou em engenharia, na segunda vez que escuta um não já acha que isso aconteceu porque ele é negro. É um probema o branco racista que quer humilhar mas é também um problema o negro que se permite ser humilhado com tanta facilidade. No caso de algum negro ser proibido de entrar em um lugar por ser negro, aí cabe realmente um processo mas esquentar a cabeça com situações de jogo onde se esculta todo tipo de coisa é complicado. Será que negro dentro de campo não xinga.

  30. O que esperar de uma país tipicamente racista como o nosso? Parabéns Manoel por sua atitude é assim que mudaremos as atitudes acéfalas de pessoas racistas, é uma mudança de cultura mais de alguma forma tem que mudar né.

    NÃO AO RACISMO, seja ele onde for, campo, rua.

  31. Chamar um albino de rato branco é racismo ?
    Chamar um Portugues de burro é racismo ?

    xingar não é racismo é falta de educação, ética, alto controle e cultura…

  32. branco nao sabe como e horrível ser chamado de macaco. o jogador do atlético falou que deu um pisao depois, pq estava magoado, apenas falam que o cara falou isso pq levou um pisao. Espero que o jogador do palmeiras va dormir tbm na cadeia, mas nao vai pq nao eh argentino

  33. Porque xingar de macaco é racismo? Burro, vaca, e outros nomãos não são?
    Se voce chama alguém de japones, portugues, alemão não é racismo porque o outro é? Acho que esta “historia de racismo” esta muito mal contada e os direitos porque só vale para uma raça e as outras não, esta lei deveria ser mais explicadinha, como diz o outro “nos minimos detalhes”
    Esta parecendo os Direitos Humanos que só vale para alguns, e os outros que se danem. Ai meu Deus, como fico nesta se meu sangue é uma mistura só de raças? O errado foi a cusparada, foi um tapa com luva de pelica, e não venha me dizer que “desculpe” resolve a situação. Não resolve, eu não perdoaria e nem esqueceria! Só no olho por olho e dente por dente, com resposta e direito de uma cusparada na cara dele para ver o que é bom!

  34. Muito sensato a forma como abordou este assunto. As leis foram criadas e devem ser bem entendidas.
    A situação no campo foi desenrolado normalmente, em lance de agressão mútua. E nesse caso, com certeza, houve injúria dos dois lados, e não crime de racismo.
    A injúria do Danilo tem um peso maior por causa do histórico uso na prática do racismo.
    Mas existem xingamentos de torcedores e palavras que se misturam, como o Porco que é um simbolo do Palmeiras, e dizer que você é um porco, tem já um contexto de injúria. Assim, como os Bambis, tem conotação, para alguns bons e outros não. Vai depender do contexto, e a intenção do lançamento da palavra ou palavrão.
    Também vejo muitos negros chamando os branquelos, brancos, e com atitude altamente racista, com intenção clara de retornar as ofensas do que eles já sofreram por muito tempo.
    A melhor coisa a fazer é que deveríamos ter mais paciência, a lei existe para ser cumprida e punir casos extremos, porém, o caso em questão do Danilo, esse Manoel, provocou, agrediu com chute e cabeçada, e ainda xingou a mãe do Danilo, e ainda tem a coragem de denunciar o Danilo, pelo termo? Pelo cuspe até acho que deveria, mas, o melhor mesmo seria ver que o momento do jogo, todos saíram perdendo e todos erraram.
    Está faltando mais equilíbrio, razão e até um pouco de humor. Se tudo for feito ao extremo, sem o poder do amor e perdão entre seres humanos que todos são, pode ser que os dois lados, brancos e negros, podem chegar a situação extrema de violência que viveu a Afríca e os EUA.

  35. Concordo com FS e digo mais: A maior babaquice que existe é criar leis penais com punições severas para tentar frear o racismo, especialmente de ofensa verbal à raça negra. Ao contrário do que esses legisladores pensam, quanto mais se proibir mais xingamento vai haver, pois um apelido só “pega” quando a vítima demonstra-se que se sentiu ofendedida. Todo mundo sabe disso. Aprendemos isso desde criança, na rua, na escola, nos bares, em fim na convivência do dia a dia. Portanto, quanto mais ofendido o negro se demonstrar, ao ser chamado de macaco, por exemplo, mais xingamento vai haver, mesmo que tenha pena severa para isto. Além do mais, é muito difícil reunir provas para se denunciar alguém por crime de racismo, como bem disse FS, xingamento não é crime de racismo. Portanto, lamentavelmente, os negros deveriam repensar essa questão.

  36. É preciso acabar urgente com a desculpa que no campo de futebol tudo pode porque os jogadores estão com a cabeça quente. Parece algo absurdo o que vou comentar, mas imagine se no calor da partida um jogador resolve pegar a arma do policial e matar o outro. Será que vão dizer: foi o calor da partida. O que acontece no campo deve morrer ali. E´por isso que o futebol brasileiro é um bagunça pois a torcida do Coritiba invadiu o campo, agrediu, danificou mas foi absolvido. Mas foi o calor da emoção porque o time caiu para segunda divisão. Onde vamos parar? Todos as pessoas tem stress no trabalho, na familia, no condominio e tantos lugares. Mas não dá o direito de chamar o negro de macaco(atitude racista porque não dá pra chamar o branco de macaco) e se houve cusparada é grave pela humulhação. Recentemente foi amplamente divulgado na mídia que a justiça(não lembro o Estado) puniu a empresa por considerar a candidata gorda. Imagime que gordo(a) é um termo amplamente usado desde que somos bebês. Mesmo assim a justição foi severa e correta. E nem estava no calor do processo de seleção. Com certeza a empresa vai repensar a sua politica. Agora no futebol tudo pode porque estava no calor do jogo. Enfim, PUNIÇÃO SEVERA, multa, suspensão, banir do futebol é tudo muito pouco para ATOS RACISTAS.

  37. Quantas vezes não vemos um paulista xingar alguém de Baiano, ou o carioca xingara alguem de paraiba. Isso também pode ser considerado racismo pois está com um preconceito quanto a procedência. Isso é considerado normal. Agora quando no calor de uma discussão o cara chama o outro de macaco, embora lamentável, queremos dizer que é racismo!!!!! Ah, pelo amor de Deus. E ainda acham que é melhor agressão do que cuspir ou xingar. Se o Danilo resolve entrar na do cara e brigar, todos vão criticar, ou seja o correto é dar a outra face. CONCORDO, mas quem faz isso!!!! Vamos criticar, mas não excomungar

  38. A atitude do Danilo não foi racista e nunca houve racismo no Brasil, que é o país mais civilizado do mundo! E quem nunca deu uma boa cusparada na cara de alguém, não é mesmo?

  39. Caro Fernando … primeiramente gostaria de fazer uma pequena ressalva: o trecho descrito em seu texto como definição do crime de racismo foi revogado pela Redação dada à Lei nº 9.459, de 15/05/97. Portanto é considerado crime de racismo, na forma do art. 20 da Lei 7.716/89, o seguinte:”Art. 20 – Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.” Portanto, ao se dirigir ao atleta do Atlético de forma ofensiva chamando-o de “macaco” o atleta do Palmeiras praticou o CRIME DE RACISMO SIM, além do CRIME DE INJÚRIA (art. 140, CP), uma vez que além do termo repugnante empregado ao mesmo, não obstante ainda proferiu um “cusparada” em sua face… lamentável, ofendendo assim a sua dignidade e honra objetiva. Logo, é importante frisar que não podemos permitir que cenas desse porte aconteçam sem nenhuma punição a altura, principalmente quando ocorrem em cenários públicos e com pessoas que, muitas vezes são ídolos dos mais jovens. Um abraço e que Deus nos abençoe.

    Caro Alexandre,

    Vamos fazer uma aposta.

    Se o Juiz aceitar esta hipótese, eu pago.

    Nem o advogado do manoel cogitou esta hipótese de “crime de racismo”.

    abs,

    FS

  40. Não minimize o ato racista. Que não é crime de racismo, não é. Mas não deixa de ser um ato racista. Pouco importa se é no campo de jogo ou em qualquer lugar. Seria a mesma coisa que, num jogo entre Alemanha e Israel, um alemão falar: “Vai morrer no campo de concentração, judeu de m****”. E, pior: com o holocausto acontecendo (ok, sei que não tinha nem jogo de futebol tampouco Israel naquella época. Só imagine). Os negros HOJE são vítimas diárias de racismo. Qualquer ato que exalte este crime que brasileiros pretos sofrem diariamente deve, no mínimo, não ser minimizada.


    Bruno,
    Não é preto, é negro. Cuidado para não ser preso.
    abs,
    FS

  41. O Danilo foi um idiota de xingar um colega de profissão de macaco e cuspir no rosto do coitado. Felizmente as câmeras e principalmente os microfones da ESPN puderam documentar o fato ignominioso. Se isso não tivesse ocorrido, o discurso emocionado e supostamente arrependido (Arruda fez escola) seria trocado por outro, indignado, negando tudo e falando que era represália do ex-clube. Agora, como o fato ocorreu durante um jogo de futebol, a punição deve ser na esfera esportiva – uns dez jogos estão de bom tamanho – e espero que seu clube (não por coincidência o mesmo do caso Obina-Murilo) o multe pela falta de profissionalismo. Delegacia não tem nada a ver…Fico imaginando o policial tendo mais o que fazer, sendo obrigado a lavrar a ocorrência e pensando consigo – quanto desperdício de tempo!

  42. Me desculpe, não concordo. Falar é muito fácil…passar por certas ridicularizações e humilhações é de certo diferente. Sem querer ofender mas, é fácil falar sendo branco, bem nascido e bem educado…o q se fala no campo fica no campo? e se as TVs tivessem filmado ele falando? Aí vcs todos da imprensa estariam baixando o cacete no jogador…como não fizeram, têm q inventar alguma coisa para falar de forma polida e de certa forma inteligente. Ofensas são de certa forma normais no campo mas falar algo pra uma pessoa de raça q foi escravizada e q vemos cada vez mais manifestações lamentáveis na europa, é outra. No final de contas estamos todos na mesma, somos brasileiros (também mal vistos em vários países ). E no fundo podem falar o q quiser, mas se o cara pressionado fala certas coisas meu amigo, pode ter certeza: ele acredita naquilo q está falando…portanto, com certeza esse jogador já pensou isso de outros negros….

  43. Lastimável e vergonhoso o comportamento do jogador. Foi racismo sim, porque poderia ter dito qualquer outro insulto, mas o que ele disse expressa bem a intolerância com a diversidade étnica e racial neste país; O Brasil foi e é construido por negros, brancos, indígenas e mestiços.
    Quando vamos deixar de ser racistas e hipócritas?

  44. nada a ve vc e negro nao e entao vc nao sabe oqe e racismo entrar no comercio ser vigiado se chamase vc de macaco detro de campo vc axaria normal se o jogador do atletico tivesse chamado um do palmeiras de macaco seria preso 10 jogos suspenso vc torce pro palmeiras !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  45. Nesse texto me surpreendeu, satisfatoriamente.
    É só dar uma olhadinha nas notícias e nos blogs e não veremos nenhuma posição tão real e verdadeira quanto a sua. Meus parabéns. Confesso que, outra vez, fiquei surpreso. E o mais importante, vc dá clara e definitivamente o porque que o xingamento do Danilo não é crime de racismo.
    Sempre achei, e cada vez mais Fernando, que a mídia, não só a esportiva, é muito sensacionalista, ansiosa e tem porque tem que gerar estardalhaço com o que for possível. Mais uma vez estão confirmadas as minhas suspeitas.
    O melhor de tudo é que vc, com um texto rápido, limpo, seguro e convenhamos, ético, joga no lixo toda essa baboseira.
    Espero que mais e mais pessoas leiam esse texto e comecem a pensar melhor.
    Parabéns mais uma vez. Existe um pouco de oxigênio no ar.
    Abs

  46. O futebol não pode ser tratado como um universo a parte onde tudo é permitido. Sou professora e sei como um ato de um jogador influencia a atitude de crianças e jovens. Reclamamos quando vemos cenas racistas nos campos europeus e muitos jornalistas postam comentários pedindo mediadas mais duras da Fifa. Agora quando ocorre no Brasil tudo é aceitável. Até que ponto, o fato de o Palmeiras ter no seu comando uma pessoa com o histórico do Antônio Carlos não contribuiu para o fato? Que moral o técnico terá para criticar o seu comandado? Quem acha que não é tão grave são brancos que nunca foram vítimas e nunca foram julgados pela cor da pele. Daqui a pouco vão estar crucificando o jogador do Atlético. Detalhe, sou branca, infelizmente, muitas vezes fico envergonhada dessa condição.

  47. Não é ”crime de racismo” o caso em tela. Trata-se de INJÚRIA RACIAL,figura típica introduzida pela lei 9459/97. Portanto não há argumentos para se dizer que não seja crime em campo de futebol,quanto ao jogador argentino processar o Estado no caso de 2005, é hipótese absurda.

    Caro Frederico,

    Não é a informação que tenho de ótimos criminalistas.

    Inclusive daqueles que orientaram o Secretário.

    Passar a noite na cadeia? Ainda bem que o desabato abriu mão.
    Imaginou ter que depor no Brasil, trocentas audiências, anos e anos…

    abs,

    FS

  48. Acredito que chamar uma pessoa de macaco, colocando-o como um animal, é racismo sim, e pesado. Os jogadores que o fazem estão tentando diminuir o ofendido, menosprezando-o por ser negro. Está na hora dos racistas ocasionais começarem a pagar pelas ofensas que causam, seja no futebol ou fora dele. Cabeça quente não é desculpa, e xingar a mãe é algo diferente, que não ofende àquele que é tratado como cidadão de 2a por ter um tom de pele mais escuro …

  49. A atitude de A.Carlos está correta.A questão não é se houve ou não crime de racismo.Se a sociedade moderna questiona tanto atos de descriminação,de qualquer tipo,porque no futebol a coisa tem que ser diferente.O futebol não é,e não pode ser tratado como um ‘mundo à parte’.Será que esse tipo de ‘exemplo’ é bom para os mais jovens.Além disso,quantas campanhas o próprio futebol tem feito,levando faixas a campo,contra esse tipo de discriminação.Porque é que clubes são punidos pelos atos racistas dos seus torcedores na arquibancada e os jogadores,que dentro de campo teem esse tipo de atitude não podem/devem ser?
    Fernando,só para esclarecimento a alguns:
    Luis Gonzaga,Nelson Mandela,Pelé,Martin Luther King,Rosa Parks,Magic Johnson,Bob Marley,Aretha Franklin,Desmond Tutu,Michael Jordan,Mumia Abu-Jamal,B.B.King,Muhammad Ali,Steve Bantu Biko,Ray Charles,Malcoln X,Louis Armstrong,Kareen Abdul-Jabbar,Cartola.
    Qual a “COR” de todos eles?Abs.

  50. Xingar já é errado por natureza, mas do jeito que a imoralidade esta hoje em dia o que passar disso é apenas a consequencia.

    Outra coisa é a depravação do homossexualismo. Não foi atoa que Deus destruiu sodoma e gomorra, mas a mente de muitos hoje em dia esta tão corrompida que ainda apoiam esse tipo de vida homossexual.

    Esse mundo verdadeiramente jaz do maliguino, só não enxerga quem já esta contaminado, cego por esse mundo tenebroso.

    Jesus é a unica verdade, Sua Palavra nunca passou, e jamais passara em vão.

    Terremotos? Isso é apenas o começo, Jesus alerta para outras coisas tambem no tempo do fim.

    Que Deus abençoe a todos. A todos que verdadeiramente amam Jesus e seguem verdadeiramente a Sua Palavra.

  51. Que absurdo!! Vejo uma grande diferença entre uma pisada no pé e ser xingada de macaca ou coisa que o valha! Pode não configurar crime de racismo, mas em tese pode ser crime de injúria qualificada, além de expressar o mais horrendo preconceito contra pessoas afro-descendentes. E não interessa o lugar! Se tudo que acontece no campo fica no campo, um homicídio cometido durante uma partida de futebol não deveria ser investigado e punido??? Como bem disse um colega em um dos comentários futebol é local para diversão e não para preconceito ou violência de qualquer tipo.

    Camila,

    Você estava indo tão bem… até comparar injúria com homicídio.

    O exemplo não tem absolutamente nada a ver.

    Nos casos de ofensa ou injúria, o ambiente É SIM levado em consideração pelo Juiz, afinal não é a mesma coisa sair na rua e ofender uma pessoa qualquer, ou ofender uma pessoa no calor de uma briga de rua, rolando no chão, depois de bater o carro, por exemplo. É muiiiiiiiito diferente e a Justiça considera isso.

    Imagine brigar num bar, chamar o cara de viado e ser preso pela ofensa!!!!!

    abs,

    FS

  52. Fernando, noto que seus comentários são muito sensatos, diferentemente da maioria dos blogueiros ai acima, que comentam + por emoção e simpatia clubística, principalmente aquele abaixo do Juca. Vi uma frase recentemente por aqui, atribuida ao Tele Santana, de que futebol não é pra pessoas sérias. Essa frase me impressionou muito, por tão obvia. Mas voce é uma grata exceção, parabéns. Não, não quero metade do seu salário, o elogio é sincero e descompromissado.
    Abraços.

  53. Se ele chama-se qq jogador branco de macado também, seria xngar. Mas xingar um “negro” de macaco, é mais que querer extravasar com xingamentos, é sim um ato de racismo, que pode não ser intencional no momento, mas é um racismo “enrustido”. De qq forma não se deve chamar eu disse chamar ninguém de macaco. O Danilo não chamou o Manoel de macaco ele xingou e não foi com um palavrão que se refere a qq pessoa quando estamos com raiva, mas como macaco que tem conotação depreciativa para falar da cor de uma pessoa. (e não aprendeu com o passado , como no caso do Grafitte),

  54. Prezado Fernando Sampaio,

    Fica difícil acreditar que alguém chame um negro de Macaco e não esteja fazendo alusão a cor de sua pele, com a nítida intenção de diminuí-lo e mesmo respeitando sua opinião ,acredito que o jogador do Palmeiras teve uma atitude racista. Existe na Europa um imenso trabalho de combate ao racismo, principalmente contra os torcedores que ficam imitando macacos e pelo áudio da redes de televisão fica dificil acreditar no jogador Palmeirense e infelizmente haverá sempre a justificativa do calor do jogo,parecendo que o campo de futebol é um território livre, onde as regras da sociedade não se aplicam.Não faz muito tempo o presidente do Palmeiras,um Homem culto, intelectual,chamou um Árbitro de Ladrão, conclamou a torcida a agredi-lo e justificou sua atitude como algo que fazia parte do jargão popular do futebol,
    algo natural no meio futebolístico e fica a pergunta;até quando o futebol e seu clima quente será utlizado como justificativa para
    tantas atitudes irracionais? O que aconteceu no Parque Antártica foi muito triste,uma atitude extremamente lamentável e pelo jeito
    vai continuar acontecendo,pois o campo de futebol é considerado um território neutro e tudo pode nesse cenário de disputas desmedidas e sem limites.

    José Carlos,

    Está confuso.

    Primeiro, está claro no post que o xingamento do Danilo pode sim ser considerado crime de injúria, com agravante de termo RACISTA. Portanto, chamar de “macaco” pode sim ser entendido como ofensa racista.

    Porém, é injúria ou ofesna racista, mas NÃO É crime de racismo.

    Para considerar isso crime de racismo, precisariamos mudar a Lei.

    Pode confiar na informação, mas se tiver dúvida, consulte um advogado.

    Quanto a declaração do Beluzzo, é outra história bem diferente.

    Aquilo pode ser considerado incitação a violência. Outro papo.

    abs,

    FS

  55. Mais uma vez um comentário pertinente do jornalista Fernando Sampaio.
    Acho que é muita frescura esse negócio de não xingar ao outro.
    Esse talzinho do Patético paranaense xingou a família do Danilo e o mesmo foi e quis “ganhar” na ofensa.
    É toma lá da cá.
    Hoje em dia estou vendo muitos frescos entrando em campo. São lances bisonhos em que não se pode dar um ecostãozinho que o jogador já cai de dor, são xingamentos que só falta o jogador falar que vai falar pra mãe dele, enfim, estou começando a duvidar da virilidade que querem mostrar do futebol.
    Até torcedores de outros esportes estão tirando onda de que quem joga futebol é fresco.
    No Rugby os jogadores quase não usam proteção, tomam cada pancada e levantam sem temer nada, no futebol não. O Neymar por exemplo é um jogador bom mas muito fresquinho pois não pode nem assoprar na cada dele que ele cai.
    E o mundo do futebol está mudando e pra pior.
    Sou do tempo da várzea que quando ocorriam xingamentos, saiam no braço. Quem ganhasse saía de perto e quem tomasse o prejuízo, levantava e ia embora. No outro domingo já estava tudo na paz.
    Parece que o século XXI é o século das frescuras.


    Fábio,

    Só uma correção. O xingamento é muito forte, deprimente, mas não é caso de crime de racismo é injúria ou ofensa com agravante de racismo. Não é caso de prisão. Se fosse assim, em cada briga de trânsito, futebol, torcida, sairiam milhares de pessoas de camburão.

    abs,

    FS

  56. Muito bem lembrado. O episódio do Grafite é a mais completa tradução. O Desabato foi preso, execrado, etc. pelo mesmo “crime”. Ontem, foi calor da emoção? Não se deve ofender qualquer pessoa (companheiro de profissão) em seu local de trabalho. Por muito menos, apesar de situações distintas, os Meninos do Santos foram penalizados pela imprensa. O PH Ganso só porque disse num possível empurrão em outro jogador: – Ei, acorda. Aqui é a Vila, não o Pacaembu. (ao que parece), foi às raias do TJD. E agora? É mais ou menos grave? Racismo é crime, sim e, não contravenção.

  57. Chamar de macaco ao meu ver não eh uma ofensa muito pesada, pois vale lembrar que todos nos descendemos dos primatas, ou seja teoricamente somos macacos pois nossose dna são semelhantes em 99%.
    Agora poder xingar a mãe e agredir fisicamente pode so.
    E se alguem chamase o Ronaldo de gordo que ao meu ver tbm é preconceito seria caso de policia?

  58. Fernando,
    muito boa sua colocação.
    Nào sou advogado, mas para mim faz todo o sentido o que vc descreveu.
    Foi uma briga dentro do campo e deve ser tratada como tal, isto é , com bastante rigor , no ambito da justica desportiva, punindo os 2 atletas.
    No maximo, o Danilo deveria receber uma pena extra. da justica comum, de caracter pecuniario ou de servicos a comunidade, por conta da ofensa com fundo descriminatorio.
    O resto é exagero.
    Sinceramente não vejo diferenca alguma entre a ofensa que o Neymar- Santos fez ao juiz de futebol ha algumas rodadas atras em comparacao com essa feita pelo Danilo.
    Na verdade acho a do Neymar é ate mais grave por ser gratuita e o alvo ser uma autoridade no campo.
    abs

  59. Concordo plenamente Fernando,
    Agente quando ta no calor da partida,oque passa pela cabeca agente fala,quando vc ta muito nervoso diz coisas que nem sabe oque esta dizendo.Tenho certeza que nao eh a primeira e nem a ultima vez que um jogador ,no calor da partida,cometa outras besteiras do nivel dessa.Vamos deixar de ser hipocritas ,e tentar resolver oque realmente eh importante.

  60. Fernando Sampaio, parabéns! Enfim, um comentário sensato e correto ensinamento aos leigos sobre o que é efetivamente racismo, pois a mídia em geral, com todo o respeito, adora um sensacionalismo, criando e valorizando o que não condiz com a realidade.

  61. Os jogadores do Santos não tem o direito de errar por ignorancia e devem ser crucificados, mas o Danilo deve ser perdoado pela cusparada e pelo ato covarde e racista porque estava de cabeça quente…

  62. é por essas e outras que o país é conhecido como o PAÍS DA IMPUNIDADE;
    é por essas e outras que NUNCA chegaremos aos pés da Europa ( em educação, cidadania, etc ) Pobre povo medíocre.

    Caro Celso,

    Há uma pequena confusão. Impunidade é quando a Lei não é cumprida. Neste caso injúria com agravante de racismo não dá prisão. Para isso, teríamos que mudar a Lei e prender todos aqueles que xingarem com agravantes de religião e etnia, como judeus, japoneses, cristãos, etc…

    Na Europa também não vai preso. Aliás, lá a barra é bem mais pesada.

    Pergunte aos brasileiros que jogam lá. Na mundo árabe então….

    abs,

    FS

  63. Acho que o Danilo deveria responder somente pela cusparada, isso no STJD e não na Justiça criminal.
    Essa questão de ofender a honra é muito subjetiva, pois um jogador pode se sentir mais ofendido de ter sua mãe ofendida por outro, doque de ter sido chamado de macaco…e nem por isso os jogadores que têm suas mães ofendidas ficam correndo pra delegacia após o apito final…se um não pode o outro tbm não.

  64. O Danilo, como todo o time tave nervoso, até em pelada sai ofensas e palavrões imagine numa partida que vale tanto. Agora pergunta pro Kaka, Beckhan e outros “galanzinho” se zagueiro elogia eles. Duvido!!!

  65. Fernando!!! Como sempre acontece no Brasil, os “escravocratas” sempre usando o negro, no sentido de ridiculariza-los e joga-los contra a sociedade. O Grafite, teve que entrar no jogo dos “escravocratas”, num circo armado por eles. Agora vem este menino do Parana, tendo que entrar no mesmo jogo dos “escravocratas” paranaense. Infelismente no Brasil é assim, entra no “nosso” jogo(circo). ou sera punido por “nos” pegando um banco no time. Soh um detalhe, quanto a cusparada, o jogador do Palmeiras deveria pegar 120 dias de gancho, assim, como pegou o Hugo quando era do São Paulo. Ou sera que Hugo pegou 120 dias, porque era negro? Ridicularizar raças , é usado muito em transmição de formula um, quando pegavam no pé do Satoro por ser Japones e do Hamilton por ser negro, sempre chamando-os de burro.

  66. parabens FS, foi o post mais sensato, dentre todos os comentarios que estao fazendo sobre o assunto. parabens pela sua inteligencia e pela forma que a utiliza, sendo um formador de opiniao, tente ajudar alguns amigos seus de outros blogs a enxergar dessa maneira. abraço

  67. Não concordo com as colocações , do nobre comentarista.
    Creio que com esse tipo de idéia , que tem do esporte , podemos entrerrar td.
    Esquecer o esporte, pois td pode.

  68. O que Danilo fez é um prato cheio para a imprensa. É claro que a cusparada que deu no colega de trabalho é um ato condenável, até pior do que chamá-lo de macaco. Isso sim é um ato de desreipeito ao próximo e, por isso, deve haver punição. Punição que também deveria ser aplicada ao Manoel pelas agressões ao Danilo. Outra coisa: quem disse que chamar alguém de macaco é uma forma de discriminação racial? Poderia ter chamado de leão, elefante, tigre de bengala, baleia, que seria a mesma coisa. Só que o Danilo poderá ser punido de “modo exemplar” por essa bobagem. Hoje assisti ao noticiário e vi o Danilo pedir desculpas. Parabens, Danilo, por não ter assumido tudo o que fez e disse. Se fosse outro, teria negado. Mas você assumiu tudo, o que mostra que você tem caráter. E a imprensa deveria dar destaque a outros assuntos, do que fazer tempestade com uma gota d’agua e criando clima negativo para o próximo confronto. E vamos lá corinthians!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  69. O que aconteceu é do jogo, só quem já jogou futebol uma vez na vida sabe o que estar em um jogo disputando algo. O que o Danilo fez foi péssimo, mas a cabeçada e o pisão do atleticano Manoel foram piores. Antes disso os dois já estavam se estranhando. Manoel mentiu: perguntado, na saída do gramado, se tinha pisado no jogador deitado, disse que não, que não tinha sido de propósito. Mentiu. No vestiário, foi orientado a se fazer de ofendido (por algo que ocorreu no primeiro tempo – por que a reclamação não foi feita no intervalo?) para não ser julgado por agressão. Só isso. Ele se faz de ofendido, mas é chicana jurídica. Na hora, não se ofendeu e nem deve ter percebido o tamanho da injúria. Uma hora e meia, depois do banho e depois de trocar de roupa etc, caiu a ficha: êpa, fui ofendido! Se o Danilo realmente disse o que todos estão comentando, deve ser processado. Agora atentem que o Danilo saiu brigado do Atlético Paranaense -na época do fim do empréstimo para o Palmeiras o CAP fez “doce” para vender o seu passe, mesmo dizendo que não iria aproveitá-lo no time. Gostem ou não gostem futebol não é “politicamente correto”, ainda mais quando é jogada uma partida nervosa. Se o Danilo merece um processo, o Manoel merece cadeia!! O Atlético está apelando para criar um clima de guerra em Curitiba, quem sabe não está chamando os vândalos para fazer o mesmo papelão do jogo Coritiba x Fluminense do Brasileirão-2009.

  70. Giovani, respostas em negrito.

    Fernando,

    Se, nas mesmas circunstâncias do episódio descrito, um jogador, de origem não judaica, se referir (aos gritos) a outro, de origem judaica, como “judeu do c…” não se caracterizará uma manifestação anti-semita. O fato deverá ser tratado apenas como um xingamento “comum” e não deverá ser levado a sério.

    Manifestação? Xingar de “judeu do c…” é a injúria com agravante racista, pois anti-semtimismo é racismo. É o mesmo caso do Danilo “macaco”. Não vai preso.

    Outro exemplo, só para que não haja dúvida. Se, nas mesmas circunstâncias do episódio descrito, um jogador, heterossexual, se referir (aos gritos) a outro, homossexual, como “viado do c…” não se caracterizará uma manifestação homofóbica. O fato deverá ser tratado apenas como um xingamento “comum” e não deverá ser levado a sério. É isso?

    Sinceramente não sei se orientação sexual é racismo.

    O importante é você entender a diferença. Tudo isso que você deu de exemplo é de injúria ou ofensa, e o Juiz pode acatar e julgar como crime. Mas não será considerado crime de racismo. E o fato de você falar numa briga de tránsito, bar ou futebol será um atenuante. Agora, se você entrar num elevador, num bar e xingar da mesma forma uma pessoa que você nem conhece, com certeza será agravante.

    Crime de racismo seria você por exemplo proibir a entrada num elevador, num clube, num estádio…. pela cor, raça ou etnia. Isso sim é crime de racismo.

    abs,

    FS

  71. Se somos decendentes de macaco,porque tanto lenga lenga.esses dois idiotas deveriam saber que dentro de campo deve estar para jogar bola e nao fazer do campo um ring de imbecis como esses dois.estao ofendendo “os animais primatas que diga se de passagem sao mais humanos” ……….

  72. Acho que após esfriar a cabeça o Manoel não faria nada, esta acostumado com as coisas do futebol eles se chingam até entre eles mesmo na hora do treino, ele também sabe que não é santo, ajudou seu time muitas vezes fazendo uma ILEGALIDADE, SE JOGA sobre o goleiro adversario e tenta impedir a defesa quando o Paulo Bayer alça a bola na área, ele foi a delegacia porque o diretor do Atlético o induziu, pois não gosta do Danilo, quer criar uma crise no adversário e quer impedir que o Manoel seja assediado pela Traffic que o traria ao Palmeiras, o Manoel foi ingenuo. O Danilo ERROU, não acho que numa discussão deve-se citar algo que lembre sua etnia, muito menos cuspir em alguem, Manoel errou pois nãos e agride ninguem nem comete-se falta no goleiro tentando enganar o juiz, o dirigente do Atlético acertou pelos seus motivos sórdidos.

  73. “Pimenta nos olhos dos outros é refresco” …

    Leia a obra “Busca pela excitação”, de Norbert Elias, onde é discutido o caráter civilizador do esporte, ou seja, a inserção social, o aprender a competir, o reconhecimento da derrota e, acima de tudo, o respeito pelo outro.

    Os limites entre a agressão verbal e física são tênues…

    Achar qualquer forma de racsimo como normal é banalizar o sofrimento…

  74. Não é bem assim, até hoje os negros desse país são discriminados e devemos sim processar e prender esses otários preconceituosos. Já chega! O pior é que o Danilo nem é branco, mas é ignorante o suficiente para julgar que alguém mais negro do que ele é inferior. Parabéns ao Manoel

  75. vale lembrar q quem começou tudo isso foi o proprio Manoel, ele deu uma cabeçada desnecessaria no danilo, e ai que começou tudo.. e dps ainda pisou no danilo qnd o proprio tava caido no gramado..

    atitude lamentavel do Manoel, da diretoria do Atletico, e infelismente acabou sobrando pro Danilo, ninguem tem sangue de barata..

  76. Xingar não é normal, não sei quem inventou que no futebol isto é normal.
    Eu queria saber o negros que atuam no Palmeiras falaram disto?
    Não tem essa de isto é coisa de jogo, isto é ilegal, não importa qual é a ofensa nem quem é o ofendido. Isso precisa acabar no futebol e ponto final, seja qual for o xingado ou xingador.


    Celso Negrão,

    Onde o senhor leu que é normal, cara pálida?

    abs,
    FS

  77. Não acompanho sistematicamente futebol profissional, mas vi o conjunto da obra do “artista Danilo”, tamanho o meu espanto diante do ocorrido que exposto pela TV. Idiotices clubísticas de torcedores à parte, o que esse Danilo fez não pode passar em pune. Ele foi duplamente covarde: primeiro fez o que fez (xingamento racista seguido de cusparada no rosto do outro jogador). Para piorar a sua “pintura”, tentou dar uma de “moleque malandrão” na saída para o intervalo, dizendo que: “era coisa de jogo!”. É claro que ele é racista, claro que é um covarde e não assume aquilo que faz e, também, é claro que deveria ser punido severamente pela justiça comum e desportiva, o que provavelmente não acontecerá.
    Isso é o mínimo para um racista covarde, que deve ter algum tipo de formação fascista. Basta ver o conjunto da sua postura para se constatar isso: arrogância frenética num momento, maneirismo moleque no segundo momento no intervalo quando falou em “coisa de jogo!”; e, agora, quando a coisa esquentou um pouco, ele chora. Age como um moleque metido a besta que sentiu apenas levemente as consequências da sua formação calhorda e não tem coragem para assumir aquilo que fez e aquilo que ele realmente é.

  78. Bairrismo…é q vemos nessa defesa ao jogador…

    se fosse o contrário, por exemplo o goleiro Neto, q é branquelo, fizesse isso com o Robert, ele estaria sendo crucificado nos blogs…

    assim como o hoje técnico Antonio Carlos, q fez um sinal, q pra mim é a mesma coisa q xingar, foi crucificado e é lembrado disso até hoje…

    deve ser sim penalizado tanto juridicamente quanto pelo stjd…

    e vamos torcer pra q nao aconteça mais…

    Caro Kadu,

    Bairrismo Brasil x Argentina?

    Ou você seria gaúchos x mineiros, pois cabe no caso Max Lopes x Elicarlos?

    Seria bairrismo argentinos x brasileiros, gaúchos x mineiros ou paulistas x paranaenses??? rsrsrs

    abs,

    FS

  79. É engraçado, se não fosse trágico. Todo branco tem a resposta do que é racismo na ponta da língua. O branco acha que não é racismo um xingamento dentro do campo. E fora dele, é? Onde está escrito que racismo só acontece fora do campo de futebol. Só quem é negro e já foi chamado de macaco sabe o quanto é covarde e sacana o racismo. O branco encontra um monte de desculpas legalistas, doutrinárias e jurisprudenciais, para continuar a discriminar. A verdade é uma só. O resto é conversa fiada de branco que só olha para o próprio umbigo. Branco, é claro.

    Adriano,

    Racismo não é papo de branco ou negro. Racismo é também etnia, religião… E o ambiente onde acontece a ofensa é avaliada sim. Caso contrário, numa briga de trânsito, você xingar “macumbeiro sem vergonha” irá preso?? Claro que não.

    Agora, se você colocar no elevado do prédio que não entra macumbeiro, aí sim você vai se dar mal. Acho ridículo este papinho de branco x negro x amarelo x nordestino x judeu x qualquer coisa. É tudo igual.

    abs,

    FS

  80. Fernado, parabéns pelo comentário.

    É uma hipocrisia danada, e mais uma vez querem pegar o Palmeiras de bode expiatório, não basta a situação que o clube se encontra, e querem ainda mais. O que teria acontecido se este Manoel não tivesse dado a cabeçada inicialmente? E muito além disso, o tanto que os jogadores se xingam em campo, até do próprío time entre eles. Triste ver que sempre estão querendo derrubar ainda mais o Palmeiras. Agora oq dá pra ver é que amebas como
    essa gustava nunca deve ter ido em campo, porque se fosse teria já visto que em todos os jogos o juiz poderia sair do estádio e processar literalmente todos do estádio, porque quando não é uma torcida é outra xingando, e são “palavras” que não seriam publicadas pelo post. Então… vai lavar roupa o dona gustava, vc deve servir pra isso.

  81. enfim um reporter serio e comprometido com a verdade, o esclarecimento entre injuria e ato de racismo. por diversas vezes deixei meu comentario em outros blogs esportivos q comentaram este episodio, mas em vao nao publicaram uma linha, na qual eu tambem esclareço a diferença entre injuria e racismo. claro que é repudiavel e abominavel qualquer ato de xingamento ou ofensa, seja pra qualquer ser humano. parabens sr. fernando sampaio, repito enfim um reporter serio e comprometido com a verdade. parabens!

  82. Com todo o respeito, sem paixões clubisticas, o que acontece no campo, deve ficar no campo. Isso é uma grande palhaçada armada pela diretoria do Atlético paranaense, pois quem viu a entrevista do Manoel após o término do jogo, sabe que ele foi instruído, ao contrário do que ele diz. ELE MESMO FALOU, É COISA DO JOGO. Xingar de filho da p… pode, xingar de macaco não? Se ele xingasse minha mãe, me desse uma cabeçada em um pisão, faria muito pior do que fez o Danilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

 caracteres no máximo

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>