Relato de cinco mulheres colocam James Franco na cadeira de assediador. Logo depois de vencer o Globo de Ouro, por seu papel no filme Artista do Desastre, ocasião na qual o ator vestiu o broche do movimento Time’s Up, três mulheres usaram as redes sociais para acusá-lo de assédio sexual.

Depois das primeiras denúncias, o The New York Times decidiu cancelar a participação de Franco no programa TimesTalk, onde ele falaria do seu filme. um representante do jornal declarou ao The Hollywood Reporter:

“O evento tinha a intenção de ser uma discussão sobre a realização do filme Artista do Desastre. Dada a controvérsia em torno de alegações recentes, não nos sentimos confortáveis em proceder dessa forma”

O ator participou de uma entrevista com Stephen Colbert na qual foi questionado sobre as denúncias, que ele considera “imprecisas”:

“Antes de tudo, não tenho ideia do que fiz com Ally Sheedy. Eu a encaminhei para uma peça fora da Broadway, não tive mais que ótimos momentos com ela. Tenho total respeito por ela e não tenho ideia do porquê ela está chateada. Ela apagou o tweet, então não posso falar por ela”

“Não consigo viver a minha vida se preciso fazer alguma retratação. Se eu tiver feito algo errado, vou consertar. É o que eu preciso fazer. Acho que é assim que funciona. Não tenho as respostas e estou aqui para ouvir, aprender e mudar minha perspectiva”

Agora, uma reportagem do Los Angeles Times trouxe cinco declarações de mulheres que acusam James Franco de assédio e abuso sexual. Entre elas, quatro eram alunas da escola de atores que leva o nome dele, a Franco Studio4, e uma era uma atriz que p tinha como mentor.

Em comum, as narrativas demostram comportamentos inapropriados em filmagens. Sarah Tither-Kaplan contou que Franco convocou algumas atrizes para gravar uma cena de orgia, detalhe: isso não constava no roteiro. Segue a história com Franco performando fazer sexo oral nas meninas, e removendo o tapa-sexo para isso, sem consentimento das atrizes. Outras mulheres narraram situações iguais. Sarah, que é ex-aluna do Studio 4, usou o Twitter, logo depois da premiação para dizer que se sentiu explorada por filmar cenas em que estava nua, recebendo 100 dólares por dia, e que mais tardes nem foram utilizadas.

“Sinto que aconteceu um abuso de poder. Há uma cultura de explorar mulheres que não são famosas, uma cultura de que as mulheres são substituíveis”.

Vamos para mais uma cena. Hilary Dusome, aluna de Franco na escola de atuação, conta que a locação era uma boate de strip-tease. Mesmo sem constar no roteiro, Franco pede por uma cena de topless, as garotas se recusam a fazer, ele deixa o local muito irritado. Natalie Chmiel confirmou o relato.

Katie Ryan disse simplesmente: James Franco “sempre indicava que todas poderiam ter oportunidades de papéis se estivessem dispostas a praticar atos sexuais e tirar a roupa”.

E ainda temos a história de Violet Paley, que tento Franco como mentor para se tornar diretora de cinema, se sentiu obrigada a fazer sexo oral no ator, em um automóvel:

“Fiquei estressada e lhe disse: ‘Podemos fazer isto mais tarde?’ Mas ele empurrou minha cabeça e como não queria que ele me odiasse, simplesmente fiz aquilo”.

Paley ainda conversou com o ator, após a onda provocada pelas denúncias contra Weinstein. Disse que o ator reconheceu ter agido incorretamente, mesmo porque a garota “estava em plena desintoxicação”, mas declarou não ter feito qualquer coisa ilegal. No Twitter, Violet se referiu a um caso de 2014, quando uma menina menor de idade postou uma conversa no Instagram que teve com o ator. Franco inclusive admitiu o contato com a garota de 17 anos, e que ficou “envergonhado” por sua atitude.

O ator, de 39 anos, e seu advogado negaram todas as acusações. Um comunicado destaca que suas diretoras de elenco do filme The Long Home, que será lançado em 2018, jamais receberam queixas das atrizes.

James faz tudo para ajudar jovens atores, atrizes e diretores a entrar neste setor”

A HBO, que exibe a série em que ele atua, The Deuce, enviou um comunicado ao site Deadline, esclarecendo que não recebeu nenhuma denúncia por parte da atriz Ally Sheedy, uma das denunciantes que usou as redes sociais para criticar Franco:

“Nós verificamos que não houve reclamações sobre o Sr. Franco na produção de The Deuce

O filme pelo qual o ator foi premiado, Artista do Desastre estreia no Brasil em 25 de janeiro.

Danuza talvez concorde com Catherine Deneuve. Já algumas francesas, não Seal X Oprah: entenda o que está acontecendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.