Na entrega dos Tony Awards o ator Robert De Niro aproveitou para desopilar o fígado e soltou não apenas um, mas 2 Fuck Trump. A CBS, que transmitiu a premiação, censurou as falas, o que não impediu a plateia presente e ouvinte de ovacionar o ator que subiu ao palco para apresentar a apresentação do musical de Bruce Springsteen:

“Vou dizer uma coisa: fuck Trump”

“Fuck Trump. Já não é ‘abaixo Trump’. É ‘fuck Trump’”.

Não é de hoje que De Niro critica Trump. Antes das eleições, em um vídeo feito para a campanha Vote Your Future, o ator discursou sobre o então candidato. O resultado foi tão forte que acabou fora da campanha, mas em muitas manchetes em todo mundo. Na opinião do ator, o candidato era  altamente estúpido, porco, um desastre nacional, palhaço e um artista de merda, fechando a história com um desejo: o de lhe dar um soco na cara.

Agora, o presidente dos Estados Unidos reagiu no Twitter (claro!) ao que fez De Niro.

“Robert De Niro, um indivíduo com QI bastante baixo, recebeu socos demais na cabeça por pugilistas de verdade em filmes. Eu assiti ele ontem a noite, e acredito de verdade que ele poderia estar ‘punch-drunk’ ( algo como lesado).”

“Acho que ele não percebe que a economia nunca esteve tão bem e que os níveis de emprego estão mais altos do que nunca e que muitas empresas estão a voltar ao país. Acorda Punchy!”.

Esta expressão, punchy tem duplo sentido: e significa tanto  “pugilista medíocre” como alguém que não está bem da cabeça e que age como um louco.

 

Kanye = The Beatles e Eminem Deborah Secco e Hugo Moura na capa da Trip

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.