Navegação de Posts

O companheirismo corintiano

Vencer o fraco Deportivo Táchira, da Venezuela, por goleada era expectativa e mais do que isso, quase uma obrigação para o Corinthians ontem à noite, no Pacaembu.

Placar final: Corinthians 6 x 0 Táchira. Tudo normal. O time entra nas oitavas de final da Libertadores como uma das melhores campanhas.

Corinthians mostrou força, mandou no seu terreno, enquadrou o adversário que teve jogador expulso por violência explícita contra Danilo ainda no primeiro tempo e na maior parte do jogo forçou para fazer mais gols.

É assim que um time faz história. Goleando quando pode golear e ganhando quando pode ganhar mesmo que seja por um placar menor.

O Corinthians é um dos favoritos da Libertadores-2012 não porque tenha algum gênio em campo, mas sim porque é um time muito bem montado pelo técnico Tite.

Tite hoje tem o elenco na mão. Mesmo quando joga a equipe reserva nota-se semelhança de posicionamento com a equipe principal.

E salta aos olhos também o companheirismo dos jogadores corintianos. Um se preocupa com outro e não chia também quando não está jogando.

É claro que isso é mais fácil de administrar quando o time está ganhando, mas até chegar aí houve um caminho de muito trabalho mental e físico para mostrar que todos devem puxar a corda para o mesmo lado.

Hoje talvez o Corinthians seja o time que menos tenha picuinha entre os atletas. Você não ouve nenhuma declaração contra o treinador porque não está sendo escalado ou coisa que o valha.

Além disso em campo correm por todos por isso também é um time forte.

Ontem os gols corintianos foram anotados por Danilo, este sempre aparece bem na hora de decidir; Paulinho, que tem uma forte chegada na área adversária; Jorge Henrique e Emerson, dois “encrenqueiros” que irritam muito o adversário; Liedson e Douglas.

Liedson tem feito poucos gols neste ano e não gosta de bater pênalti, mas quando surgiu a chance ontem os demais jogadores pediram para ele bater.

Era uma chance de fazer um gol e diminuir a pressão sobre o companheiro.

Liedson bateu mal, em cima do goleiro, mas pegou o rebote e completou para as redes.

A festa que os demais jogadores fizeram pra ele foi como criança pulando em parque infantil tal era a felicidade pelo amigo. Isso é companheirismo.

Quando surgiu outro pênalti o encarregado foi Douglas. Por que Douglas? Porque ainda não tinha feito gols desde que voltou ao Corinthians e só agora começa a ganhar ritmo de jogo.

Também foi um jeito de dar uma forcinha a um companheiro precisado. Isso é companheirismo.

Equipe quando está assim é difícil de ser batida. Também isso pode explicar porque o Corinthians dificilmente perde e só tomou 16 gols até agora na temporada.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

7 ideias sobre “O companheirismo corintiano

  1. Eu quero ver tudo isso sustentar que vc comentou e os corinthianos alegres, se o time perder no mata-mata em duas partidas.O trabalho do Tite vai ser resumido para a lata do lixo,diga-se de passagem jogou com uma baba, como sempre ou em todas partidas jogadores adversários expulsos, com pênaltis a favor ou impedimentos, tem times de São Paulo são fracos nos bastidores STS e Palmeiras esses sim jogam contra todos assim não a Barcelona que aguente.

    • Resposta do blogueiro:

      Se perder no mata-mata, perdeu, não é Julio? Ou você é daqueles que acha que todos os times têm que ser campeões? Campeão só um vai ser e isso não quer dizer que os outros são umas merdas. Só a cabeça de brasileiro que é assim. Todo mundo elogia o Uruguai que ficou em quarto na Copa, se é o Brasil as críticas seriam fortíssimas. Aqui não se perdoa nem vice-campeão…Faz parte do jogo ganhar ou perder e isso acontece com todos. Uma hora você ganha, outra você perde….Nem o Barcelona ganha todas e nem o Santos de Pelé ganhava.

  2. Quartarollo, vou te isentar do que vejo e leio, porém a maioria dos jornalistas execram os vices no Brasil.

    Cá entre nós, apesar de ter ganho, como joga feio o corinthians. É bem o que o colega Julio postou ..vamos ver pra frente.O corinthians ganhou o brasileiro com um futebol pra lá de feio.

    Se levarmos esse futebol pra copa vai ser um vexame.

    Ontem no jogo do Barcelona a bola não entrou, porém como é bonito ver o Barça, diferentemente do Chelsea (mais parece o corinthians), que por pura sorte o consagraram nesse dia.

    Quero sim ver o Palmeiras de Luxemburgo, Edmundo e cia, o São Paulo de Muller e Tele Santana, o Flamengo de Zico e cia, o Santos de Robinho e agora Neymar e cia. Mesmo ganhando ou perdendo é um espetáculo, é o futebol brasileiro.

    • Corinthians joga feio? Você vê o Corinthians dando chutão? Os zagueiros são desleais? Quantos foram expulsos esse ano? Quantas vitórias o Corinthiasnteve esse ano em que não jogou melhor? Você é louco? O Corithianas joga um futebol vistoso, com posse de bola e marcação forte e LEAL. HOje o Santos só se equipara pq tem o Neymar pra resolver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>