Entrevistas

Crowdfunding literário abre espaço para novos autores


Os sites de financiamento coletivo se multiplicaram nos últimos tempos. Com mais espaços para apresentar ideias e, quem sabe, tirá-las do papel, as pessoas se empolgaram e vimos projetos bem interessantes (e alguns bem bizarros) recebendo doações de pessoas desconhecidas.

Aqui no Brasil essa onda também chegou com força. Uma iniciativa bem interessante é o Bookstart, plataforma de financiamento coletivo para quem deseja publicar um livro. O público-alvo desse crowdfunding literário é o autor independente ou novato, aquele que dificilmente vai conseguir espaço nas grandes editoras.

O modelo adotado pela Bookstart é simples e objetivo. O autor apresenta o projeto, ele fica em destaque no site para receber as doações e, se a meta de arrecadação for atingida, o livro é publicado nas versões impressa e digital. A plataforma, ideia de brasileiros, tem pouco mais de um ano de existência e já publicou 25 livros.

Bernardo Obadia, um dos criadores do Bookstart, defende o crowdfunding – e não só o literário – porque é uma maneira rápida de atingir o público-alvo, sem burocracia e com resultado rapidamente verificado. “Eu acho que o futuro é ter novas ideias e produtos oriundos do crowdfunding, porque dá acesso rápido ao seu público, você sai com estatísticas interessantes sobre seu produto e com os custos todos pagos”, argumenta.

No player acima você confere o bate-papo completo com o Bernardo Obadia e descobre como fazer para buscar financiamento para seu projeto no Bookstart.

Comentários

comments