Entrevistas

“Marketing social vende mais que sexo”, diz criadora da Kickante

Mais do que oferecer um produto ou serviço, as empresas buscam oferecer causas para que os consumidores se associem e devem comprovar o retorno para eles. A tradução desse cenário pela criadora de uma das maiores plataformas de financiamento coletivo do mundo, a Kickante, é a seguinte: “marketing social vende mais do que sexo”.

Candice Pascoal participou do Tech News, na Rádio Jovem Pan, e comentou como a relação entre empresas e consumidores mudou ao longo do tempo, num processo impulsionado pelas redes sociais.

“As pessoas querem ver que as marcas também se importam. Existem várias coisas ruins que uma rede social traz, mas ele trouxe um ativismo digital”, argumenta. Segundo ela, as causas que a empresa abraça têm que ser verdadeiras e a comunidade deve perceber, de imediato, o retorno. “As pessoas não querem ver a marca embalada para presente, eles querem ver quem está atrás da marca”.

 

Comentários

comments