Pular para o conteúdo

Como deve ser a escalação do Corinthians que inicia 2019

Como deve ser a escalação do Corinthians que inicia 2019

Olá, amigos. Depois das férias estou de volta com o blog. E para a primeira publicação do ano pensei em esboçar um Corinthians para 2019. Até agora foram cinco contratações confirmadas: Ramiro, Richard, André Luís, Michel Macedo e Gustavo Silva; e dois atletas que esperam apenas ajustes burocráticos para assinar com o clube, Sornoza e Mauro Boselli.

Mas antes de esboçar um possível time titular, vamos imaginar o status de cada contratações. Na minha visão, Boselli chega para ser o dono da posição; Ramiro e Sornoza para brigar forte por titularidade; Richard também tem condições de brigar por uma vaga na equipe principal, mas terá muita concorrência; André Luís, Michel Macedo e Gustavo Silva chegam, num primeiro momento, para compor elenco.

Agora sim vamos à escalação. No gol, acho que ninguém tem dúvidas, Cássio é o titular absoluto. Assim como na direita com Fagner. Na esquerda, provavelmente, Avelar comece a temporada como titular.

A dupla de zaga imagino que, ao menos nos primeiros jogos, deve ser mantida com Leo Santos e Henrique. Mas aqui vale duas observações. Primeiro, Carille elogiou Marllon em sua apresentação. Segundo, o treinador conversou com Pedro Henrique e pediu a permanência dele no Corinthians.

Levando em consideração que as formações mais utilizadas por Carille no Corinthians foram o 4-2-3-1 e o 4-2-4 (essa pela ausência de um centroavante), penso que o técnico deve começar o ano com dois volantes à frente da zaga, um com maior poder de marcação: Ralf, com Gabriel e Richard como opções; e outro com mais chegada ao ataque – e é nessa posição que fica a maior dúvida.

Thiaguinho terminou bem a temporada; Angelo Araos foi citado por Carille na apresentação; Douglas foi mal no segundo semestre de 2018; Renê Junior está cada vez mais próximo de ser liberado pelo DM e Richard também exerce a função de segundo volante. Eu chutaria, sem muita convicção, que Thiaguinho deve começar o ano entre os 11 iniciais.

Na criação, vejo Jadson como titular, com Sornoza como opção. Mas aqui vale destacar que além de articulador, o equatoriano também exerce outras funções, como meia/ponta esquerda e segundo atacante. Nas pontas, imagino Ramiro ganhando em pouco tempo a posição na direita; e na esquerda eu vou chutar Romero. A referência, quando tiver condições de jogo, será Mauro Boselli.

Com isso, eu apostaria num Corinthians de início de temporada com: Cássio (Walter); Fagner (Michel Macedo), Léo Santos (Pedro Henrique), Henrique (Marllon) e Avelar (Carlos Agusto); Ralf (Gabriel/Richard) e Thiaguinho (Douglas/Araos); Ramiro (Pedrinho/Andre Luís), Jadson (Sornoza) e Romero (Clayson/Vital/Diaz/Gustavo Silva); Boselli (Gustagol).

Concorda? Discorda? Deixe a sua escalação nos comentários!


Me siga no Twitter: @ranieri_andre

Me siga no Instagram: @ranieri_andre

Escute minhas matérias no SoundCloud clicando AQUI ou no CastBox clicando AQUI

Leia Também: A estupidez não é privilégio sul-americano. Pelo contrário