Pular para o conteúdo

Sistema defensivo deve ser o grande desafio do ‘especialista’ Fábio Carille

Sistema defensivo deve ser o grande desafio do ‘especialista’ Fábio Carille

Um jogo é muito pouco, claro, mas já é possível enxergar alguns aspectos sobre o novo Corinthians de Fábio Carille. No empate contra o Santos, por exemplo, o técnico pôde conhecer um pouco mais sobre seis dos sete reforços anunciados pelo clube até o momento. Além disso, conseguiu ver como o time se portava contra um adversário mais forte que o Nacional-SP.

Em sua primeira passagem, Carille iniciou o ajuste da equipe pelo sistema defensivo. E agora não tem sido diferente. Até por isso, já foi possível ver as tradicionais linhas de quatro do treinador bem desenhadas quando a equipe não tem a bola. Assim como foi possível observar um dos fantasmas do comandante em seu trabalho anterior: a bola aérea adversária – o gol do Santos (contra de Pedro Henrique) saiu de uma cobrança de falta.

Mas acho que a questão principal quanto ao sistema defensivo é outra. Ao menos por enquanto, apenas um jogador da primeira linha de defesa tem total confiança da torcida: Fagner. Henrique e Avelar não são unanimidades, mas têm a confiança de Fábio Carille. E o quarto elemento desse grupo ainda não foi definido para o começo da temporada.

Léo Santos começou a semana passada como titular ao lado de Henrique, mas perdeu a vaga após a derrota do Corinthians em jogo-treino para o Nacional-SP. Pedro Henrique teve uma atuação regular contra o Santos, mas também teve a infelicidade de marcar contra. Consequência: na coletiva pós-jogo, o zagueiro não foi confirmado como titular na estreia do Paulista. Marllon pode ser o próximo a ser testado por ali. E logo mais Carille terá Manoel à disposição.

Ralf seria uma alternativa interessante para o setor. Ele tem o carinho e a paciência da torcida e já atuou como zagueiro durante a carreira. Mas o técnico do Corinthians não cogita essa possibilidade por enquanto:

“Não pensei em nenhum momento em usar o Ralf como zagueiro porque ele terminou o ano muito bem como volante. Um dos jogadores que deram uma resposta legal no segundo semestre. Então a gente não pode mexer em um setor que estava jogando bem, estava dando uma reposta boa. O Ralf já sabe qual é a ideia de trabalho, mas o mais importante é que ele terminou bem, então não pensei em nenhum momento em trazer ele para trás.”

A questão é que, entre os vários desafios desse início de temporada, o sistema defensivo pode ser o maior desafio do “especialista” Fábio Carille.

E para você, torcedor, qual é a linha de defesa ideal para o Corinthians nesse início de temporada? Deixe a sua formação favorita nos comentários.


Me siga no Twitter: @ranieri_andre

Me siga no Instagram: @ranieri_andre

Escute minhas matérias no SoundCloud clicando AQUI ou no CastBox clicando AQUI

Leia Também: Boselli: “Um atacante para se desfrutar. Um assassino dentro da área”