Pular para o conteúdo

No ‘BBB Celebridades’ dos EUA, nadador americano fala sobre falso assalto na Rio 2016

Reprodução
No ‘BBB Celebridades’ dos EUA, nadador americano fala sobre falso assalto na Rio 2016
Ryan Lochte relembrou a mentira contada à polícia brasileira

Segundo eliminado do “Big Brother Celebridades” dos Estados Unidos, o nadador Ryan Lochte teve exibido pelo reality show o dia em que relembrou o falso assalto que criou durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. Na época, o atleta afirmou ter sido alvo de um assalto em um posto de gasolina. A polícia investigou e, ao descobrir que houve uma briga no local e não um crime, chegou a impedir que nadadores embarcassem de volta para os Estados Unidos. Os americanos foram suspensos da prática de esporte e Lochte chegou a perder seus quatro patrocínios.

“Eu e alguns amigos saímos para celebrar nossas vitórias. Estávamos bêbados, entramos em um táxi e paramos em um posto de gasolina para fazer xixi. Quando estávamos saindo de lá, havia uma placa pendurada e eu bati nela de propósito. Acho que fez um grande barulho e dois homens chegaram com armas e falaram gente sair do carro. Eles falavam português e a gente não entendia o que eles diziam. Tivemos de dar dinheiro a eles e, assim que o fizemos, eles foram embora.”

Questionado por Dina Lohan, mãe de Lindsay Lohan, da razão ter sido acusado, Lochte afirmou: “Eles me culparam porque fabriquei a história. Eu disse que a arma tinha sido apontada contra a minha cabeça, quando na verdade ela foi apontada diretamente pra mim. Quando contei a história a primeira vez eu ainda estava bêbado. As coisas ganharam uma grande proporção e disseram que eu tinha vandalizado o banheiro. A partir desse dia fui de atleta amado a uma pessoas odiada”.

O nadador ainda chorou e disse ter recebido ameaças nas redes e ficado triste por deixar de ser um exemplo para os jovens.