Pular para o conteúdo

Expulsão de Hariany coroa ‘BBB 19’ como edição mais problemática da história

Reprodução
Expulsão de Hariany coroa ‘BBB 19’ como edição mais problemática da história
Paula e Hariany discutem após festa

Nunca houve um reality show com tantos problemas externos quanto o “BBB 19”. A expulsão de Hariany apenas coroa uma temporada que causou mais revoltas do lado de fora do que dentro da casa mais vigiada do país. Levada em consideração a expulsão de Ana Paula Renault, no “BBB 16”, a expulsão da  loira seguiu critérios justos. Alcoolizada, empurrou Paula, que caiu. Há que se levar em consideração dois fatores: a colega riu da situação e não levou a denúncia adiante para a produção. A mesma amiga deu tapinhas no rosto de Hariany e também a arrastou pelo chão da sala. Difícil prever se houve algum de calculismo em qualquer dos comportamentos, mas só na última semana o programa da Globo parece ter encontrado algo que despertasse de fato a repercussão do público que não os discursos de ódio e casos de polícia.

Para quem não lembra, Vanderson foi precocemente tirado do confinamento após ser acusado de agredir uma namora. Maycon declarou que maltratava animais e criticou a religião de Rodrigo. Diego teceu comentários para lá de dispensáveis sobre os homossexuais. Paula foi acusada de proferir múltiplas frases racistas. Dois desses casos acabaram na delegacia. Maycon e Paula, cada um a seu tempo, chamados a prestar declarações para os oficiais sobre intolerância religiosa.

Nos últimos anos, aliás, o “BBB” parece ter se especializado em virar caso de polícia. Houve uma acusação de abuso sexual envolvendo Daniel e Monique na décima terceira edição. Na décima sexta temporada, Laercio foi acusado de ser pedófilo e meses depois acabou preso. No “BBB 17”, Marcos Harter foi expulso acusado de agredir Emilly e no dia seguinte estava na delegacia. Nenhum desses casos de equivale ao empurrão que Hariany deu. Mas este “Big Brother Brasil” prova um ponto: se a Globo tivesse agido antes para confrontar os discursos de ódio ditos durante os três meses de programa, talvez essa confusão não tivesse acontecido e os participantes responsáveis por falas controversas já estivessem aqui fora. Vai ser a final mais decepcionante da história do “BBB”. Essa edição não deixará boas lembranças.