Pular para o conteúdo

Leco, Raí, Jardine e jogadores… Não dá pra isentar ninguém no São Paulo.

Leco, Raí, Jardine e jogadores… Não dá pra isentar ninguém no São Paulo.

O primeiro jogo entre São Paulo e Talleres foi um sofrimento para o time paulista. O futebol foi sofrível. Dos dois times. Fiz o jogo e os argentinos são fracos. O São Paulo conseguiu! O Talleres é um time de péssima campanha local e que tem enormes dificuldades com a bola. No avião, na volta ao Brasil, o jogo deveria ser repassado, para atletas perceberem a proeza que conseguiram. O São Paulo é melhor, bem melhor, mas pra isso precisa estar organizado em campo, sintonizado com o técnico e jogar quem estiver bem e melhor no momento. Nome não ganha mais jogo, já estamos cansados de saber disso. Individualmente o time brasileiro é melhor de cabo a rabo, mas foi incapaz de se impor, de botar a bola no chão, fazer triangulações, etc. As melhores chegadas foram de duas cobranças de arremessos laterais com Reinaldo.

E no intervalo ficou pior. Jardine não conseguiu melhorar o time. Os argertinos viram que era possível conseguir coisa melhor e fizeram. Estava claro que falta ritmo de jogo a Hernanes. A imagem mostrava a dificuldade na respiração. Bruno Peres perdido. Pablo virou jogador perdido de beirada. Everton não jogou. Nenê foi mal e só faz bico e careta nas substituições. Hudson e Jucilei jogaram mal de novo. Jucilei se não estiver 100% fisicamente não consegue jogar. Hudson abusa em faltas muitas vezes. William Farias também fora de sintonia. Ou seja, um horror. E a culpa sempre estoura no técnico. Desde lá de trás…

Antes do jogo as manchetes de que o peso da camisa histórica fará a diferença… Gente, isso é importante, claro, mas se não correr hoje em dia nesse futebol extremamente físico, não ganhará jogo. Libertadores tem que ter sangue, vibração!!! E estamos falando do confronto com o Talleres… Imagine contra um Boca, River, Racing, Independiente, Rosario Central ou Estudiantes.

Discurso ensaiado depois do jogo de que se vê nos olhos dos jogadores de que eles querem buscar, querem dar a vida no Morumbi… O estrago já foi feito e é grande. Já querem a cabeça de Jardine. Raí garantiu a sequência. Dá pra acreditar em dirigente de futebol? Bancaram Rogério Ceni e o que ocorreu? E Jardine tem culpa sim. Todos têm. Leco tem por que é o presidente, Raí tem, todo mundo tem. A única salvação é contar com estádio cheio e fazer aquela atmosfera pra empurrar o time e tentar o que ficou muito difícil. Repito, o Talleres é fraco, se o São Paulo colocar a cabeça no lugar e jogar futebol ganhará o jogo. Se de 3 não sei, se sem sofrer gols não sei. Mas não dá pra comparar os dois times. Por favor !!! E os melhores no momento precisam jogar. Nome não ganha jogo. Se Hernanes não aguentar ficar em campo ele tem que sair. Contar com o fator sorte não pode ocorrer todo dia. Nenê, Diego, Hernanes, Jucilei, Hudson, Bruno Peres, será que não tem muito jogador deixando o time lento, não? Não seria uma boa alternativa reviver um “clima vitorioso” de algumas semanas e olhar pros jovens que estão com um baita astral como Antony, Rodrigo, Luan (que voltará da seleção)… Algo precisa ser feito. Ficou difícil, mas dá pra se classificar.

E parabéns aos diretores pelo valor dos ingressos para o jogo do Morumbi. É uma sensibilidade de elefante numa loja de cristais…

Me sigam no instagram e fiquem antenados em tudo o que ocorre no futebol @marcio.spimpolo e no twitter @spimpolo . Até mais pessoal . Spimpolo.