Pular para o conteúdo

Jorge Sampaoli mostra seu leque de opções em duelo tático com Fernando Diniz

Jorge Sampaoli mostra seu leque de opções em duelo tático com Fernando Diniz

Exagero dizer que Fernando Diniz e Jorge Sampaoli são referências de técnicos no Brasil? Estilo de jogo considerado moderno, agradável, muitas chances, etc… Sampaoli sim. Fernando Diniz ainda não. Não dá pra colocar os dois no mesmo patamar.

No último Campeonato Carioca, o tricolor foi elogiado, mas não levou. O time foi o que mais trocou passes, acertando 7.482, média de 498,8 por jogo. No Paulista, o Santos se destacou na estatística, com média de 457 passes certos por jogo. É seguido pelo Corinthians, o campeão, com 394.

Tricolores e santistas lideraram também a posse de bola nos Estaduais. No entanto, Diniz é adepto de um domínio mais paciente, com sequências de passes mais longas. Sampaoli usa deste expediente sempre que o adversário fecha espaços, mas tem como ideal tentar chegar ao gol adversário de forma mais rápida.

O Santos ganhou o jogo. Aproveitou mais, tem jogadores de mais alto nível. O treinador argentino voltou a falar sobre não fugir de seu ideal de jogo, focado na posse de bola e na ofensividade. Para ele, o futebol tem que ser o que o torcedor gosta.

O Peixe volta a campo neste domingo, às 16h, quando viaja a Maceió-AL, para enfrentar o CSA, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Um dos líderes do Campeonato Brasileiro, com seis pontos, o técnico Jorge Sampaoli não estipula metas de posição para o Santos até a parada da competição para a disputa da Copa América, no Brasil, entre junho e julho deste ano. De acordo com o treinador argentino, o Peixe ainda não é um time pronto.

O Tricolor entra em uma fase turbulenta, com duas derrotas logo no começo do Brasileirão. Na Arena, às 19h, o Flu encara o Grêmio. Jogo duro. Na Copa do Brasil terá o Cruzeiro. Próximos dias são indigestos pra Diniz e CIA.

Galera, me siga no twitter @spimpolo e Instagram @marcio.spimpolo . Valeu!!!

Spimpolo