Pular para o conteúdo

Clima de medo

O medo atrapalha o futebol brasileiro. Os técnicos não arriscam para tentar manter o emprego, jogadores são pressionados e xingados quando perdem, dirigentes se preocupam com a manutenção de poder e o jogo fica pobre e muitas vezes sem graça.

Ninguém gosta de perder, mas a derrota faz parte do jogo, é inevitável, o desafio é entender as situações ruins e saber o que fazer para corrigir problemas e buscar evolução. Entender que a derrota faz parte do jogo é diferente de se conformar com a derrota.

O futebol é entretenimento para quem assiste, não existe motivo para o clima de guerra. O jogo está muito pesado por aqui e pode ser mais leve.