Pular para o conteúdo

Desafio para Carille

Fábio Carille retorna ao Corinthians e vai pegar um time mais fraco do que o que deixou. Quando assumiu no início de 2017, a situação não era tão boa, o segundo semestre de 2016 foi muito ruim, o time perdeu jogadores e não se acertou depois da saída de Tite para a seleção brasileira.

Com alguns reforços e com poucas derrotas o time se acertou. Dois jogos foram fundamentais para que Carille tivesse tempo para fazer seu trabalho, a vitória no clássico contra o Palmeiras com um jogador a menos, ainda nas primeiras rodadas do Campeonato Paulista e a vitória nos pênaltis contra o Brusque na Copa do Brasil, uma eliminação ali poderia trazer problemas.

O primeiro turno do Campeonato Brasileiro foi sensacional e praticamente garantiu o título nacional, confirmado mesmo com um segundo turno abaixo do esperado com derrotas inclusive para times que lutavam na parte debaixo da tabela como Vitória, Atlético-GO e Ponte Preta, mas com uma grande vitória no clássico decisivo contra o Palmeiras, aliás Carille tem excelente retrospecto contra o rival.

No início de 2018, o time perdeu Pablo, Guilherme Arana e Jô e Carille teve tempo e respaldo para buscar soluções. A melhor solução na parte ofensiva foi com Jádson e Rodriguinho soltos pelo meio sem um centroavante de fato. Carille teve esse tempo e respaldo para buscar soluções pelos títulos conquistados no ano anterior e isso pode se repetir em 2019.

Ao mesmo tempo que terá maior paciência e confiança por parte da torcida, imprensa e dirigentes, Carille também será visto como um técnico campeão pelo Corinthians e pode ser cobrado se os resultados não forem tão bons como o esperado ou de acordo com a expectativa criada pelos títulos anteriores.