Pular para o conteúdo

Elenco do Brasil na Copa América

A Copa América será a primeira competição oficial da seleção brasileira depois do Mundial da Rússia. A pressão como sempre será grande, Tite permaneceu no cargo apesar da eliminação, algo raro no Brasil e no caso uma boa notícia, é absurdo começar tudo do zero ao final de cada Copa do Mundo. Outro fator importante é que o Brasil será sede do evento.

Neste post, vou tentar projetar o elenco do Brasil na competição. Antes da convocação final, teremos apenas mais uma lista e dois jogos. Usando como base os 6 amistosos de 2018 e as entrevistas de Tite, podemos ter uma boa noção do elenco que será escolhido. Vamos por posição:

Goleiros: Alisson e Ederson estão garantidos. A terceira vaga deve ficar entre Neto, Cássio e Wéverton, que tem sido elogiado nas entrevistas do treinador. Acho que o goleiro do Valência tem mais chances.

Lateral-direita: Essa é a posição mais carente da seleção. Os favoritos são Danilo e Fágner, que só não jogou depois da Copa por causa do calendário brasileiro. Fabinho tem sido chamado na posição mais por falta de opção, o jogador do Liverpool definitivamente é volante. Militão, que jogou na lateral contra El Salvador, atua como zagueiro no Porto e deve disputar vaga entre os defensores centrais.

Lateral-esquerda: Filipe Luís foi o titular nos principais amistosos após a Copa e deve estar no grupo. Marcelo, em má fase e com contusões constantes, ainda não defendeu a seleção depois do Mundial e por isso não está garantido, vai disputar vaga com Alexsandro, que é mais jovem que os dois concorrentes.

Zagueiros: Marquinhos está garantido, o zagueiro do PSG é o único jovem já consolidado na posição. Acho que Tite levará apenas 1 dos veteranos entre Thiago Silva e Miranda, Thiago está melhor, mas Miranda esteve mais vezes na seleção depois da Copa. Pablo, Dedé e Militão devem lutar por 2 vagas.

Volante: Considerando que Tite utiliza o 4-1-4-1, coloco nesta posição o jogador que atua na frente da zaga. Casemiro é o titular indiscutível. Tite já deixou claro que gostaria de contar com Fernandinho, mas parece que o jogador do Manchester City não quer mais defender a seleção. Walace foi testado contra o Uruguai e não agarrou a chance, pela falta de opção pode até permanecer. Não vejo grandes nomes na função, talvez Rodrigo Dourado receba uma oportunidade, mas é uma interrogação. Não descarto que Tite leve apenas Casemiro e eventualmente use Marquinhos como substituto, o zagueiro brasileiro tem atuado como volante no PSG. Outra opção seria mudar para o 4-2-3-1, em caso de ausência do jogador do Real Madrid.

Meias: Nesta função, acredito que 4 jogadores estão bem encaminhados. Arthur, Allan, Coutinho e Paquetá. A dupla do Barcelona hoje pode ser considerada titular na seleção. Pelas entrevistas, Tite deixa claro que vê Coutinho como meia, apesar das oscilações na função e de não estar sendo utilizado desta maneira em seu clube. Allan vive grande momento no Napoli e aproveitou bem a chance na seleção, com isso Fred perdeu espaço. Paquetá só não está mais consolidado porque foi prejudicado pelo calendário brasileiro no ano passado, Tite já falou várias vezes sobre sua admiração pelo novo jogador do Milan. Caso não seja convocado um reserva para Casemiro, mais uma vaga deve ser aberta na posição, se isso acontecer acredito que o favorito seja Renato Augusto. Gostaria de ver Fabinho atuando nesta função pela seleção, mas isso ainda não aconteceu.

Pontas: Douglas Costa e Neymar estão garantidos. Richarlison tem sido utilizado na posição e tem chance de cavar uma vaga entre os titulares. O jogador do Everton estará no grupo e pode tirar o lugar de um jogador de lado. Se sobrar apenas uma vaga, a briga deve ficar entre o experiente William e o jovem Éverton.

Centroavantes: Firmino e Gabriel Jesus devem ser os escolhidos, além de Richarlison que é opção também pelo lado. Firmino tem características diferentes do titular na Rússia. Gabriel Jesus é um centroavante mais agressivo e vertical, Firmino sai da área para articular, inclusive tem sido utilizado mais recuado no Liverpool, atrás de Salah que é a referência. Essa característica de Firmino pode favorecer a entrada de Richarlison na vaga de Douglas Costa na ponta direita para preencher o espaço deixado pelo movimentação de Firmino.