A socialite mundialmente conhecida Kim Kardashian trouxe à tona um problema muito comum e perigoso ao rebater críticas sobre sua pele.

Quase sempre impecável no visual, ostentando cabelos bem cuidados e pele supermaquiada, Kim foi questionada pelo jornal britânico “Daily Mail” sobre a aparência em público, na terça-feira (5).

A manchete da publicação dizia: “Magnata da maquiagem, Kim Kardashian sofre com dia de pele ruim antes de evento de beleza”.

A socialite de 38 anos, que estrela o reality “The Keeping Up With The Kardashians” e é CEO da marca de cosméticos KKW, rebateu as críticas em seu perfil no Twitter revelando sofrer de uma doença.

“É psoríase espalhada pelo meu rosto”, escreveu ela no post.

Após a resposta de Kim, o jornal editou a manchete para: “Kim Kardashian revela que está sofrendo de psoríase ‘por todo o rosto’ depois de tentar encobrir a pele manchada antes de evento de maquiagem”.

No entanto, a situação continuou não pegando nada bem para o periódico e a resposta de Kim Kardashian passou a contabilizar mais de 18 mil curtidas e mais de 1,7 mil comentários.

Dado alarmante

Muitas pessoas se incomodam com a aparência da pele, que é o maior e mais exposto órgão do corpo humano. Mas alguns problemas são mais comuns do que a maioria pensa.

Segundo investigação liderada pela Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, após mais de 4 mil pesquisas publicadas entre 1980 e 2013 ao redor do mundo, sabe-se que doenças da pele representam a quarta maior causa de incapacitação. Ou seja, é um assunto sério, que faz pensar como devemos nos comportar quanto à aparência antes de sair julgando… tanto a nossa, quanto a dos outros, certo?

 

O que é psoríase

De acordo com dermatologistas, a psoríase não é, apenas, uma doença de pele.

A psoríase é uma doença inflamatória da pele, decorrente de alterações do sistema imunológico, que atinge cerca de 3% da população mundial. Trata-se de uma enfermidade sistêmica que afeta todo o organismo, com enorme impacto sobre o bem-estar físico e psíquico dos pacientes – muitas vezes levando ao isolamento social.

“Quem não conhece a enfermidade, muitas vezes acredita – de forma equivocada – que se trata de uma doença infecciosa e contagiosa com risco de ser transmitida. Este risco não existe”, explica Dr. Romiti, chefe do ambulatório de psoríase do Hospital das Clínicas da USP de São Paulo.

Segundo investigação liderada pela Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, após mais de 4 mil pesquisas publicadas entre 1980 e 2013 ao redor do mundo, sabe-se que doenças da pele representam a quarta maior causa de incapacitação. Ou seja, é um assunto sério, que faz pensar como devemos nos comportar quanto à aparência antes de sair julgando… tanto a nossa, quanto a dos outros, certo?

Paty Moraes Nobre

Jornalista e agitadora cultural, atuou como repórter em rádios como Jovem Pan e Band, videorrepórter na TV Cultura, editora de notícias, lifestyle, TV e Cultura nas empresas Globo.com, Editora Globo, Caras e Portal iG. Casada e mãe, escreve sobre gastronomia no Portal UOL, é colunista da revista Exame, da Editora Abril, e produtora do programa EVA, da Jovem Pan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *