Não é fácil isolar as crianças do convívio com eletrônicos, e mais difícil ainda é não cair na tentação de ceder minutos de smartphone e tablet como distração para eles em momentos em que precisamos nos dedicar a outras atividades. Ao invés da simples chupeta, que acalmava mas estragava os dentes, agora o medo de entregar a tecnologia e errar na condução do desenvolvimento dos filhos.

Estamos criando uma geração digital, sem saber direito como agir. Quantas horas por dia é indicado uma criança passar no smartphone ou um tablet? Quais são os dados científicos sobre essa exposição? Existe idade mínima para começar a fazer o uso desses gadgets?

Academia Americana de Pediatra diz que a exposição ao mundo digital só deveria acontecer após os dois anos de idade. Para crianças entre dois e cinco anos, o ideal é que passem, no máximo, uma horas diárias com TV, tablet ou celular. O ideal é que as crianças tenham espaço para brincar, inventar e usar a imaginação. As crianças aprendem muito mais brincando no mundo real e se relacionando com pessoas.

Existe um Manual de Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digitaldesenvolvido pela Sociedade Brasileira de PediatriaNele também são ressaltados momentos em que não se recomenda o uso de eletrônicos por parte dos pequenos, como duas horas que antecedem o sono e durante as refeições.

E os aplicativos que teoricamente são para bebês, crianças? Pode? E se não pode, quais os problemas que essa geração apresentará? Sabe-se que existe argumento da ansiedade, irritabilidade e agressividade da criança, e que crianças que passam muito tempo com eletrônicos tem maior dificuldade de se relacionar com outras crianças.

E quando a dar um dispositivo eletrônico à criança? Gente. Muitas Questões!

 

Paula Carvalho

https://blog.jovempan.uol.com.br/paulacarvalho/

Publicitária, faz parte da bancada do Jovem Pan Morning Show e apresenta o Eva. Tem um canal no Youtube sobre séries e filmes, além do podcast Direto do Sofá, com dicas e análises de séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *