Pular para o conteúdo

Gauff, a sensação em Wimbledon

Gauff, a sensação em Wimbledon

Nascida em março de 2004, a norte-americana Cori Gauff só passou a disputar competições profissionais a partir dos 14 anos. O regulamento da WTA permite no máximo oito torneios profissionais até que ela complete 15 anos. Dos 15 aos 16 anos, poderá jogar dez torneios, depois poderá participar de doze competições até os 17 anos, e finalmente em 16 torneios até o 18º aniversário, quando não terá mais limitações no calendário.

Em 2017, aos 13 anos, Gauff tornou-se a mais jovem finalista na chave do juvenil no US Open. Perdeu a final para Amanda Anisimova. No ano seguinte, foi campeã do Banana Bowl e Roland Garros. Este ano tornou-se a mais jovem tenista a classificar no qualificatório de Wimbledon marcando três vitórias em sets diretos contra a top 100 espanhola Aliona Bolsova, a russa Valentyna Ivakhnenko e a belga Greet Minnen.

“Eu sabia que era azarona e por isso joguei sem pressão, curtindo o jogo – disse Gauff que admitiu ser fã de Serena Williams, sua inspiração no esporte – Serena é a razão pela qual eu jogo tênis. Pouco me importa com quem eu vou jogar na estreia, estou feliz por estar na chave, mas eu adoraria dividir a quadra com Serena.

Pois é, o destino colocou a irmã de Serena no caminho. E a garota foi lá e derrotou por duplo 6/4 a compatriota Venus Willians, pentacampeã de simples em Wimbledon. Dois dias depois de marcar a maior vitória de sua carreira, voltou a surpreender em Wimbledon eliminando a experiente Magdalena Rybarikova por duplo 6/3. A eslovaca de 30 anos foi semifinalista de Wimbledon em 2017, e chegou a ocupar o 17º lugar do ranking mundial em março do ano passado.

A vitória de Gauff contra Polona Hercog na terceira rodada foi assistida por mais de 5 milhões de pessoas no Reino Unido.

“Espero que as pessoas tenham visto que eu sou uma lutadora e que nunca vou desistir. Espero que tenham aprendido comigo que tudo o que é possível se você trabalhar duro e continuar sonhando alto”, declarou Gauff.

Gauff só foi ser eliminada pela número 7 do mundo Simona Halep.

“É uma loucura pensar em tudo o que aconteceu. Se alguém me dissesse há três semanas atrás, eu provavelmente não acreditaria”, disse Gauff após a derrota por duplo 6/3 nesta segunda-feira. “Eu me diverti muito. Ainda hoje me diverti na quadra mesmo perdendo. Eu não sei a minha agenda agora porque eu não esperava estar aqui, mas meu próximo objetivo é ganhar o próximo torneio que eu jogar. Vamos ver o que acontece. Espero que eu dispute alguns torneios na US Open Series”, comenta a atleta de 15 anos, que só poderá disputar mais sete torneios profissionais até completar seu 16º aniversário em março do ano que vem.

 

Comentários

comments