Pular para o conteúdo

Pouca bola

Novamente não foi o que se esperava. O Corinthians perdeu sem jogar bem. Quando o Flamengo arriscou um pouco, acabou marcando e venceu o primeiro jogo nesse duelo da Copa do Brasil. Está muito difícil mudar a história no Rio, mas pela diferença, bem pequena entre os times, não se pode considerar impossível.

O elenco de Abel Braga é superior, sem dúvida, embora no 11 contra 11 sejam semelhantes. No entanto é preciso mais ousadia, caso queira mudar essa história. Uma derrota dessas, mostra que o receio de arriscar não garante nada. Pelo contrário, o bem inferior Fluminense com relação ao adversário Cruzeiro, foi para cima, tomou um contra ataque e sofreu um gol, no único bom momento dos mineiros, porém conseguiu o empate depois de chutar 20 vezes contra o gol de Fábio.

Futebol é jogo de ousadia. Vivemos momentos nos últimos anos, onde só ficando fechado as equipes obtinham retorno. Parece que isso não ocorre mais. Ainda bem. Pouca bola não é garantia de nada. O Fluminense se expôs, chutou 20 vezes contra o gol do Cruzeiro e se saiu melhor que o cuidadoso Corinthians. Pelo menos empatou com o poderoso campeão de Minas.

Passou da hora de repensarmos o jogo. É necessário deixar o torcedor emocionado. E ninguém se emociona com boas defesas. Até prova em contrário, futebol bonito precisa de gols. Nas 3 primeiras partidas desse mata mata da Copa do Brasil, com 6 times importantíssimos, tivemos só 3 gols. Muito pouco para deixar saudades.