Pular para o conteúdo

Será a final dos ‘sonhos’ para a Conmebol

Será a final dos ‘sonhos’ para a Conmebol

A Conmebol anunciou hoje uma resposta sobre a final da Libertadores 2018 entre Boca x River na Argentino. O vexame que já estava completo,  aumentou e muito hoje. É certo que o Boca Jrs deseja levar o resultado para os tribunais e não pretende decidir em campo o título do torneio. Assim ficou provado durante os acontecimentos do final de semana. Concordo com a atitude do Boca em não jogar no último final de semana, ao aceitar enfrentar o rival, estaria se posicionando ao lado da brutalidade chancelada inclusive pelo presidente da FIFA, Gianni Infatino.

Não é tolerável que até mesmo Infantino cobre uma final mesmo após tamanha estupidez dos torcedores, durante o próprio dia do jogo. Passada a primeira parte da confusão, a Conmebol resolveu expandi-lá ao se reunir hoje.

O presidente da Conmebol Alejandro Dominguez afirmou que a final será entre os dias 8 e 9 de dezembro, fora do território argentino. Enfim, após tantas idas e vindas, a Conmebol acerta uma decisão. Apenas uma, pois, apesar de tudo, ainda não se sabe onde será o local do jogo e nem mesmo o dia. Que o jogo não poderia ser na Argentina, é sabido de muitos. Diversas são as sedes que agora se posicionam para receber o jogo – imagine o quanto de dinheiro não deve estar sendo oferecido.

E mais, o Boca acabou punido: Ábila, Tevez e Pablo Perez não poderão jogar a final, caso o Boca entre em campo. Desenha-se um cenário cada dia pior. O Boca Jrs envereda por um caminho onde começa a demonstrar que não deverá entrar em campo contra seu rival. Será a final dos ‘sonhos’ para a entidade sul americana. E que assim seja, a Conmebol merece.