Toco, Kremlin, Overnight… Relembre as danceterias que marcaram época em São Paulo

De Roosevelt Garcia

Entre as décadas de 70 e 90 as danceterias dominaram a cena noturna paulistana, oferecendo badalação e o maior espetáculo de  tecnologia de som e luzes disponíveis naquela época. Algumas tinham até seus próprios LPs, discos que reuniam o que de melhor tocava nas pistas. O negócio sempre vendia muito bem. As casas também ajudaram a lançar DJs que fizeram sucesso até no exterior. Nos últimos anos, no entanto, caíram fora de moda e entraram em processo acelerado de extinção. Relembre os endereços que atraíam multidões nos tempos em que as danceterias reinavam na cidade:

Toco
Referência na noite da cidade por três décadas, a Toco fazia pessoas de todos os cantos atravessarem a cidade para chegar à Vila Matilde, na Zona Leste. Equipamentos de última geração eram pilotados por DJs que se tornaram lendas.

Latitude 3001
Quem passava pela Avenida 23 de maio nos anos 70 e 80 via uma enorme caravela próxima ao parque do Ibirapuera. Ali funcionou durante um tempo um restaurante. Depois de uma reforma, o local se transformou em uma das pistas mais quentes da cidade.

Ta Matete
Inaugurada no auge da Disco Music, em 1977, a casa inovou por ter também um “lounge” e um restaurante. Recentemente, um dos DJs residentes da antiga casa abriu uma danceteria em Santos que leva o mesmo nome, com a promessa de repetir o sucesso de outras épocas.

Banana Power
Localizada na Avenida São Gabriel, foi uma das primeiras da cidade a abrir para uma matiné aos domingos para as crianças. Foi um dos grandes templos da Disco Music nos anos 70.

Discoteca Hippopotamus
Casa noturna com jeito de festa particular. Era assim que seus frequentadores a chamavam, pelo clima descontraído e a facilidade de fazer amigos. Foi aberta em 1974 em São Paulo e teve uma filial ainda mais famosa no Rio de Janeiro.

Overnight
Aberta no final dos anos 80, na Móoca, fez sucesso entre os baladeiros da Zona Leste. As pistas ferviam com hits de música eletrônica e dance music.

Contramão
Juntamente com a Toco e a Overnight, a Contramão formava a tríade das grandes baladas localizadas na Zona Leste de São Paulo. Ficava no Tatuapé, próxima à Praça Silvio Romero. Na década de 80, foi palco de shows de bandas emergentes do rock nacional à época, como os Paralamas do Sucesso.

Zoom
Um das casas mais concorridas na década de 80e uma das poucas localizada na Zona Norte de São Paulo.

Papagaio
Pioneira em muitos quesitos, a casa contava com bicicletas penduradas no teto e decoração psicodélica, além de um sistema de som muito moderno, mesmo para os dias de hoje.

Up&Down
Surgiu em 1987 na Rua Pamplona, nos Jardins, e mantinha música ambiente até à meia noite, quando a pista era aberta com um show de luzes. Em seguida, rolavam nas pick-ups sucessos de grupos como New Order e Information Society.

Hippodromo
Localizada na Pompeia, dos mesmos donos da Up& Down

Kremlin
Aberta no início dos anos 1990, ficava no Itaim Bibi e tinha espaço para 1000 pessoas. Fechou em 2003.