A socialite mundialmente conhecida Kim Kardashian trouxe à tona um problema muito comum e perigoso ao rebater críticas sobre sua pele.

Quase sempre impecável no visual, ostentando cabelos bem cuidados e pele supermaquiada, Kim foi questionada pelo jornal britânico “Daily Mail” sobre a aparência em público, na terça-feira (5).

A manchete da publicação dizia: “Magnata da maquiagem, Kim Kardashian sofre com dia de pele ruim antes de evento de beleza”.

A socialite de 38 anos, que estrela o reality “The Keeping Up With The Kardashians” e é CEO da marca de cosméticos KKW, rebateu as críticas em seu perfil no Twitter revelando sofrer de uma doença.

“É psoríase espalhada pelo meu rosto”, escreveu ela no post.

Após a resposta de Kim, o jornal editou a manchete para: “Kim Kardashian revela que está sofrendo de psoríase ‘por todo o rosto’ depois de tentar encobrir a pele manchada antes de evento de maquiagem”.

No entanto, a situação continuou não pegando nada bem para o periódico e a resposta de Kim Kardashian passou a contabilizar mais de 18 mil curtidas e mais de 1,7 mil comentários.

Dado alarmante

Muitas pessoas se incomodam com a aparência da pele, que é o maior e mais exposto órgão do corpo humano. Mas alguns problemas são mais comuns do que a maioria pensa.

Segundo investigação liderada pela Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, após mais de 4 mil pesquisas publicadas entre 1980 e 2013 ao redor do mundo, sabe-se que doenças da pele representam a quarta maior causa de incapacitação. Ou seja, é um assunto sério, que faz pensar como devemos nos comportar quanto à aparência antes de sair julgando… tanto a nossa, quanto a dos outros, certo?

 

O que é psoríase

De acordo com dermatologistas, a psoríase não é, apenas, uma doença de pele.

A psoríase é uma doença inflamatória da pele, decorrente de alterações do sistema imunológico, que atinge cerca de 3% da população mundial. Trata-se de uma enfermidade sistêmica que afeta todo o organismo, com enorme impacto sobre o bem-estar físico e psíquico dos pacientes – muitas vezes levando ao isolamento social.

“Quem não conhece a enfermidade, muitas vezes acredita – de forma equivocada – que se trata de uma doença infecciosa e contagiosa com risco de ser transmitida. Este risco não existe”, explica o dermatologista Ricardo Romiti, chefe do ambulatório de psoríase do Hospital das Clínicas da USP de São Paulo.

Segundo investigação liderada pela Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, após mais de 4 mil pesquisas publicadas entre 1980 e 2013 ao redor do mundo, sabe-se que doenças da pele representam a quarta maior causa de incapacitação. Ou seja, é um assunto sério, que faz pensar como devemos nos comportar quanto à aparência antes de sair julgando… tanto a nossa, quanto a dos outros, certo?

Paty Moraes Nobre

https://jovempan.uol.com.br/guiasp

Jornalista e agitadora cultural, atuou como repórter em rádios como Jovem Pan e Band, videorrepórter na TV Cultura, editora de notícias, lifestyle, TV e Cultura nas empresas Globo.com, Editora Globo, Caras e Portal iG. Casada e mãe, escreve sobre gastronomia no Portal UOL, é colunista da Exame Vip, da Editora Abril, e coordenadora das plataformas Mulheres da Pan e Revista Guia SP, da Jovem Pan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *