Ontem, a EV7 Live fez um post divulgando o pôster da turnê que a banda punk Dead Kennedys fará no Brasil entre os dias 23 e 28 de maio, comemorando seus 40 anos de história.

A imagem, assinada pelo artista Cristiano Suarez, retrata uma familinha brasileira, todos com cara de palhaço, usando camisa da seleção e portando umas armas. Como pano de fundo, uma favela pega fogo e tanques de guerra pilotados por palhaços Bozo. Tem um balãozinho que parodia a frase do filme Apocalipse Now, dizendo:

“Eu amo o cheiro de pobres mortos pela manhã”

A imagem foi deletada. O grupo divulgou um comunicado no Facebook explicando que o pôster da turnê brasileira, divulgado pela produtora EV7 Live, não teve autorização e “não reflete uma declaração política ou tomada de posição” dos integrantes. Mas essa mensagem também foi deletada cerca de 50 minutos depois da publicação.

Chegou ao conhecimento do Dead Kennedys que um pôster foi lançado para promover os shows que serão realizados no Brasil. Este pôster foi produzido pelo promotor dos shows sem o conhecimento do Dead Kennedys e não foi autorizado. O Dead Kennedys é uma banda punk norte-americana icônica conhecida pelos suas declarações políticas e que assume uma forte posição anti-fascista e anti-violência. Porém, a banda sente que não pode presumir que sabe o suficiente sobre situações em outros países para comentar suas políticas específicas. O pôster que foi lançado não reflete uma declaração ou posição política do Dead Kennedys. A mensagem da banda tem sido, e ainda continua sendo, incentivar que todos pensem por si mesmo, não dizer para eles o que eles devem pensar”.

O desenhista alagoano Cristiano Suarez foi contratado pela EV7 para criar o cartaz. Ele falou ao UOL sobre a percussão da imagem criada por ele, que já assinou outro posters para bandas como L7, Pennywise e Ratos de Porão, e que vem sendo replicada por sites e personalidades de esquerda como uma crítica ao governo Bolsonaro. Ele também explicou que o grupo teria ficado assutado com a repercussão.

“Não é uma crítica explícita ao Bolsonaro. O ‘bozo’ é uma alfinetada, mas eu queria mais criticar o estereótipo da classe média brasileira, que adotou a cultura do armamentismo, que louva armas e acha que é possível resolver tudo na base da bala, que acha que o exército deve cuidar da segurança pública”

 

 

Bruna Marquezine X Francis Sima ( a mina do vídeo da mulher corna) LIVE: Vingadores Ultimato, GoT e novo filme do Coringa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.