Pular para o conteúdo

Carta da bola para Fernando Diniz

Fernando, sou eu. A bola. Só pra expressar meu carinho e respeito que tenho por você. Sei que a admiração é recíproca. Sinto que talvez não tenha nestes campos ninguém que saiba tanto de mim como você. Mesmo. Só...

Corinthians crescendo

Carille falava, e com razão, que em 2017 ele conhecia o elenco que não tinha tantas mudanças como os 25 novos jogadores – para ele – em 2019. Também por isso a equipe demorou para deslanchar. E, convenhamos, se...

Iguais, mas nem tanto na Arena do Grêmio

David Braz mandou da intermediária uma bola tão inesperada quanto indefensável. Um golaço. Aos 42 do segundo tempo em que o Grêmio reserva errou menos defensivamente, criou mais com Patrick entrando para armar, e tentou furar com mais intensidade...

Neymar e as escolhas de Tite

Neymar não está jogando. O Brasil precisa aprender a jogar sem o craque como ganhou a fraca Copa América (sem desmerecer jamais a conquista, mas ressaltando o que é necessário reconhecer). A posição com mais opções de qualidade no...

Lusa, por favor, ilusiona!

Não teve festa pelos 99 anos. Ao que sei. Não tem tido motivo. Tenho pouco mais da metade dessa idade. Sou do tempo quando se conheciam até os reservas. Hoje não consigo citar um titular. Ou mesmo o treinador....

Alex e os nomes

Alex não deveria ser Muralha. Como Wilson que era atacante do Corinthians não deveria ser Wilshow. Como todos os artilheiros que acabam em Gol deveriam evitar a alcunha. Porque sobra pra eles. A não ser que você segure a...

Pais heróis

Todo pai é um herói. Astronauta. Ademir da Guia. Bombeiro. Evair. Super-herói. São Marcos. A Isabela conta que o Rodrigo que ela ama é filho único do casamento da Valéria com o Geraldo. Aos 7 anos, seus pais se...