Pular para o conteúdo

Brasil ganha 10 milhões de internautas; e nós devemos nos preocupar com isso

Brasil ganha 10 milhões de internautas; e nós devemos nos preocupar com isso

De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (20) pelo IBGE, no último ano o Brasil ganhou 10 milhões de internautas, com destaque para os idosos, faixa etária que mais gerou usuários para a “grande rede”. Esse dado é absolutamente positivo, claro, uma vez que o mundo está cada vez mais conectado, estamos assistindo ao avanço da Internet das Coisas e da Inteligência Artificial, entre outros fenômenos resultantes do processo de transformação digital que cruza o mundo, de norte a sul.

É justamente por esses motivos que os dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua) são também preocupantes. O ingresso de novos usuários representa a chegada de pessoas que nunca tiveram contato com as ferramentas do mundo digital – e, por consequência, seus benefícios e seus perigos. E também não estão sendo orientadas para essa nova realidade.

Quando falamos em idosos conectados, por exemplo, temos que lembrar que esse costuma ser o público-alvo de fraudes no mundo físico (lembra da saidinha de banco?) e continua sendo alvo bastante vulnerável no mundo digital porque desconhece os riscos e porque não têm a mesma agilidade na utilização.

Sobre os jovens conectados, é preciso entender que a educação digital ainda é compreendida no Brasil como uma disciplina apartada do processo educacional. Ainda, infelizmente, está fora das escolas. Oferecemos celulares (98% dos acessos à rede são feitos via dispositivos móveis, segundo o IBGE) para as crianças e adolescentes sem instruções básicas, sem estabelecer relação entre os princípios de ética e cidadania que norteiam (ou deveriam nortear) nossas vidas no mundo físico e que devem ser levados para o ambiente digital.

Estão conectados e isso é bom. Mas o que estamos ensinando para esses novos dez milhões de usuários que se conectam ao mundo digital sobre as ferramentas incríveis que acabam de chegar as suas mãos?

Abaixo, um breve resumo sobre os dados da PNAD:

  • número de domicílios com acesso à web subiu para 75% contra 69% em 2016;
  • principal finalidade de acesso é enviar mensagens por redes sociais;
  • 41% dos domicílios em áreas rurais do país estão conectado;
  • Nas áreas urbanas esse número chegou a 80%;
  • celular é o principal dispositivo para usar a internet, responsável por 98% dos acessos;
  • o número de domicílios que acessam a internet pela TV subiu para 16%;

Comentários

comments

%d blogueiros gostam disto: